23 nov 2018

Como construir um site de coaching que converte simples visitantes em clientes

Como construir um site de coaching que converte simples visitantes em clientes
Compartilhe!

Um site de eficiente é um dos fatores mais importantes no sucesso de qualquer tipo de negócio, seja para profissionais que trabalham por conta própria ou para uma organização. Não importa o tipo de negócio, hoje em dia é quase que inaceitável um profissional ou empresa não fazer parte do mundo digital. Com o mercado cada vez mais acelerado nesse sentido e com os clientes cada vez mais informados sobre as várias opções disponíveis na internet, são inúmeras as desvantagens de quem ainda não atua de alguma maneira através da internet.

Os prejuízos de quem ainda não tem presença na internet vão desde a perda da possibilidade de descoberta de novas oportunidades para seu negócio, o não conhecimento das maiores necessidades dos seus clientes, a falta de relacionamento com os clientes através de pesquisas e feedbacks, a falta de relevância para sua marca e o não conhecimento de seus produtos ou serviços.

No meio de tantas possibilidades de se atuar no mundo digital, vamos tratar neste artigo a respeito do site para seu negócio. De forma mais específica, um bom site para coach. Isso não quer dizer que só serve para coach. Várias dessas orientações são boas práticas que servem para sites de qualquer nicho de mercado.

O site do seu negócio é como se fosse a sua “casa no mundo online”, ou melhor, a sua empresa. É para ele que seus potenciais clientes captados através das redes sociais e pesquisas nos buscadores de internet serão direcionados para se informarem de uma forma mais detalhada sobre seu negócio, seus produtos e serviços. Nele as regras são suas!

“Mas eu tenho uma página no Facebook com vários seguidores e funciona muito bem para mim.”

“Eu consigo vender pelo Instagram perfeitamente! Não preciso de um site.”

É importante lembrar que as redes sociais têm suas regras próprias de funcionamento, que podem mudar do dia para a noite sem que você seja sequer consultado. Simples assim. Com essas condições, é muito arriscado apostar todas as fichas do seu negócio somente nessas plataformas. Basta olhar para alguns anos atrás e se lembrar de quão famoso era o Orkut e que nesse mesmo período nem se imaginava em Instagram.

Uma vez entendido sobre alguns motivos e vantagens para se ter um site próprio, vamos ao que interessa, começando pela primeira página do seu site!

Uma página inicial envolvente cria instantaneamente confiança e conectividade, o que é absolutamente essencial na relação entre um coach e um cliente em potencial. Por outro lado, você pode perder potenciais clientes se o site for chato, mal projetado ou simplesmente não ajudar o público-alvo.

Recentemente, a revista estadunidense de negócios e economia Forbes, pediu a 12 membros do Forbes Coaches Council que compartilhassem suas ideias sobre o design de um site que envolvesse e convertesse os usuários de internet em potenciais clientes. Se você está construindo sozinho ou contratando um web designer para ajudar, aqui está o que você precisa ter em mente na hora de planejar o seu site.

1. Inclua uma call to action clara e visível

Certifique-se de que você tenha uma chamada para ação (CTA – Call to Action) clara e fácil de ser vista em sua página inicial. Por exemplo, peça a seus potencias clientes que visualizem seu site para "solicitar uma sessão experimental". Certifique-se de que esta chamada para ação se destaque e esteja no topo da sua página inicial. Isso facilita e estimula que seus potenciais clientes falem com você diretamente, aumentando as chances de experimentarem o que você tem a oferecer.

Veja como a uWork, agência de marketing digital, decidiu utilizar seus botões de CTA. Foi considerado tanto uma cor que se destacasse quanto o texto do CTA, que simplesmente diz “Quero agendar uma consultoria grátis”. Também foi escolhido colocar o botão do CTA acima do menu de navegação principal de seu site. Isso permite que o usuário encontre o botão a partir do momento em que ele chega na página.

Ainda não tem um site?

Agende agora mesmo uma reunião online
e gratuita com um especialista.

2. Coloque-se no topo dos resultados de busca da internet com boas práticas de SEO

Na hora de construir seu site, não se preocupe somente com o design que ele terá, se será o mais lindo dos sites da internet. Essas são questões muito importantes, afinal de contas estamos falando de alguns segundos que você terá para reter a atenção de novos visitantes. Mas, dê atenção também ao conteúdo que seu site irá oferecer e na qualidade desse conteúdo para seu público. Um bom conteúdo escrito com padrões de SEO pode se destacar no meio de tantos outros conteúdos em uma busca de internet de forma incrível. Para fazer isso acontecer, busque por referências em outros sites, tenha sempre um bom conjunto de palavras-chave que fazem sentido para seu público e principalmente, ajude sempre seu público com soluções ou esclarecimentos para problemas específicos através desse conteúdo.

3. Inclua vídeos

mulher criando videos para a internet

O vídeo é uma das melhores coisas que você pode adicionar ao seu site para transformar os visitantes do seu site em clientes, e atualmente tem sido a base no plano de marketing de muitos negócios de sucesso (não somente em seu site como também em redes sociais). Você pode educar o público com temas relacionados aos serviços que você realiza e eventualmente, apresentar para eles uma solução (sempre no momento oportuno). Além da versatilidade de poder usar o vídeo em mais de uma plataforma, seja seu site ou redes sociais onde você atua, com o vídeo você também pode criar post para seu blog e redes sociais através da transcrição do áudio.

Artigo relacionado: 7 Dicas para criar roteiro de vídeos na internet.

4. Crie um funil de vendas

jornada de compra do cliente

Aprofunde cada vez mais o seu relacionamento com os visitantes do seu site levando-os para um outro tipo de segmentação de seu público. Para isso, construa funis de vendas para converter visitantes do seu site em potenciais clientes e vendas futuras. Por exemplo, digamos que alguém leia uma postagem de blog no seu site. Dê a oportunidade de optar por deixar algum tipo de contato para você.

Você pode fazer isso pedindo o e-mail deles em troca de algum produto digital gratuito que você oferece (como um e-book) ou você pode fazer uma chamada para que participem de uma lista VIP de clientes. Assim, você começará a ter uma lista de e-mails de potenciais clientes para seu negócio.

Em seguida, use esta lista para enviar por e-mail uma série de conteúdos mais aprofundados que construa maior confiança com essas pessoas e em um momento oportuno, ofereça uma possibilidade de compra de um curso ou serviço que você oferece. Sempre pense no próximo passo para os clientes em potencial depois que eles visitarem seu site.

Esse processo depende de vários fatores para ser bem executado. Tenha uma estratégia bem definida e se ficar com muitas dúvidas, procure a ajuda de um especialista em funil de vendas.

Artigo Relacionado: As 4 etapas infalíveis do Inbound Marketing

5. Ganhá-los com a parte superior da sua página inicial

As primeiras impressões são tudo, especialmente na internet. Tanto do computador quanto no dispositivo móvel, as informações e imagens que aparecem quando acessa seu site são os componentes mais importantes para fazer com que eles permaneçam e mergulhem mais a fundo no seu conteúdo. O conteúdo da sua tela inicial deve ser atraente o suficiente para que eles possam ser guiados a um objetivo do seu site.

6. Deixe claro o que você é capaz de resolver

Deixe muito claro que você entende os pontos problemáticos de seus possíveis clientes e está pronto para resolvê-los. As pessoas vão contratar seu serviço porque têm perguntas que precisam de respostas e problemas que precisam ser resolvidos. Use seu site para abordar alguns desses pontos problemáticos para esse público. Deixe claro que você tem as qualificações, experiência e conhecimento para ajudá-los a avançar.

7. Seja móvel e amigável

site responsivo

Os dias de olhar para a nossa "tela grande" para pesquisar e adquirir serviços de coaching estão diminuindo rapidamente. Mesmo as gerações mais velhas estão usando dispositivos móveis e tendo a massiva presença das novas gerações envolvendo o mundo online completamente em seus smartphones. Verifique se seu site estará otimizado para celular. O conteúdo que não é amigável para telas pequenas é visto como antiquado e desativa rapidamente clientes em potencial, além de não ser bem visto aos olhos dos mecanismos de buscas como o Google. Preocupe-se com questões como a velocidade com que seu site será carregado e se será fácil de ser usado mesmo em telas muito pequenas.

Criação de sites responsivos.

Solicite um orçamento agora mesmo.

8. Conecte-se profundamente com clientes em potencial

storitelling

Conecte-se à sua história, aos seus desafios, ao seu potencial. Conecte-se à sua humanidade! Conte sobre suas experiências e situações de vida que fazem sentido para seu público. As pessoas que interagem com você através das redes sociais e chegaram até seu site por exemplo, querem ver mais sobre você e sobre o que você tem a oferecer para elas. De alguma maneira, se identificaram com seu jeito e sua forma de se expressar. Elas querem ver um site que seja da mesma pessoa as atraiu para lá. Tenha um site que reflete a sua personalidade através dos textos e imagens. Mostre como você conhece seu público quase que de forma pessoal e como você pode atendê-los usando narrativas que iluminam sua própria história, com conteúdo valioso que provoca pensamento e um chama para ação. Quando nos sentimos vistos e conhecidos, nos envolvemos mais.

9. Dê uma oferta gratuita

ebook

Oferecer uma oferta gratuita atraente, como um download de áudio, e-book ou um vídeo exclusivo que forneça informações valiosas com as quais o seu público-alvo se preocupa. É uma ótima maneira de capturar endereços de e-mail e leads futuros. É importante ter uma base de e-mail do seu público para que você continue atingindo essas pessoas com conteúdos mais profundo e oferecendo seus serviços e produtos somente para que está realmente interessado em comprar algo de você.

10. Fuja do jargão

 

Muitas indústrias e profissionais estão se afogando no jargão. Lembre-se de quantas vezes você se baseia em acrônimos, jargões e palavras-chave do setor em seu site. As pessoas que visitam seu site estão procurando mais informações sobre seu negócio, e ser claro é fundamental para mantê-las lá. Certifique-se de falar claramente e a serviço do cliente. Lembre-se, o seu site não é para você, é para eles!

11. Dedique alguma atenção à estética

 

Como já vimos anteriormente, a aparência do seu site pode reforçar ou diminuir sua credibilidade, profissionalismo e relevância na internet. Embora o conteúdo e a call-to-action de um site sejam importantes, a estética ainda é muito importante. Você pode ter excelentes credenciais e experiência como coach, mas se o seu site parecer pouco profissional, mal projetado, inconsistente, confuso ou amador, isso prejudicará sua marca. Peça sempre a opinião das pessoas em relação a essas questões também. Fale abertamente com seu público e pergunte por exemplo o que eles acham que pode melhorar em seu site. Se não se sentir seguro o bastante para realizar alterações, não pense muito para contratar um especialista para dar aquela boa arrumada no visual do seu site e seus produtos digitais. Esse é sem dúvidas um investimento que deve a considerado e lhe trará grades resultados.

12. Atualizar, otimizar e monitorar continuamente seu site e seu conteúdo

O sucesso do site não é apenas sobre uma coisa; é uma combinação de várias ações executadas simultaneamente que transformam potenciais clientes em clientes reais. Atualize seu conteúdo de maneira consistente, verifique se o site foi projetado para a experiência ideal do cliente e para dispositivos móveis e monitore insights obtidos por ferramentas gratuitas de análise como o Google Analytics e as ferramentas oferecidas pelas redes sociais.

Compartilhe!
31 out 2018

8 maneiras de melhorar seu site para seus clientes

8 maneiras de melhorar seu site para seus clientes
Compartilhe!

Os sites evoluíram para algo muito mais do que apenas texto e informações em uma página. Com a evolução da internet e meios de comunicação, os sites deixaram há muitos anos atrás, de ser somente um meio de publicação de conteúdo e passaram a ser também um local muito mais colaborativo, onde seu público alvo interage com ele e se relaciona diretamente com seu empresa, podendo ter uma boa ou uma má experiência e impressão do seu negócio.

Os usuários de hoje esperam que seu site os entretenha, ofereça qualidade, seja rápido, adaptado para ser visualizado nos celulares e ofereça uma experiência geral intuitiva e confortável. Tudo, desde a estética do seu site até o posicionamento dos seus CTAs (Call-to-Action: chamadas para algum tipo de ação do seu usuário para algum objetivo do seu site), pode afetar o tempo que os visitantes permanecem na sua página. Felizmente, existem algumas ações que podem ser tomadas dentro do seu site para conseguir atingir essas metas e tornar o seu site muito mais fácil de usar.

Neste artigo, mostrarei oito ideias para você começar a tornar seu site mais fácil de usar. Conforme você for lendo, tente visualizar cada etapa sendo aplicada em seu site. Sinta-se livre para adaptá-las conforme a sua necessidade. Vamos lá!

 

1. Ouça seus usuários.

Tudo o que você faz em seu negócio no mundo online deve ser pensando sempre na sua audiência. Pense em perguntas do tipo “Se eu fosse o cliente, o que eu gostaria de ver nesse site? Qual conteúdo atende mais rápido a minha necessidade? Afinal de contas eu estou com pressa e não tenho muito tempo pra ficar procurando coisas nesse site.”

Na correria do dia a dia, muitas coisas tiram a atenção das pessoas, e quando se trata do mundo online, isso acontece de forma muito mais fácil. Portanto, tente facilitar a vida dos seus clientes! Saber a resposta para essas perguntas não deve ser algo intuitivo. Ao invés de achar o que seus clientes gostam ou querem que você melhore, seja mais prático e assertivo.

Reserve um tempo para perguntar a seus visitantes regulares o que eles gostariam de ver em sua página. Receber informações diretamente de seu público-alvo permitirá que você descubra elementos ausentes que talvez você não veja por conta própria. Os usuários geralmente sabem exatamente do que não gostam em um site. É seu trabalho levar esses comentários e transformá-los em pontos positivos para seu negócio, corrigindo todos os recursos que seus visitantes não gostam.

Quando você coloca o usuário no centro do seu design e conteúdo, seu site se tornará automaticamente mais fácil de usar. Alguns anos atrás, a ESPN.com pediu informações de seus visitantes regulares sobre o que eles deveriam adicionar ao redesenho de sua página inicial. Eles ouviram, adicionaram muitos dos elementos mencionados e viram um aumento de 35% na receita. Observe como os elementos de design que os usuários mais gostariam de ter.

 

espn.com

 

2. Site mais rápido!

Os usuários de internet esperam que seu site seja carregado na velocidade da luz, mesmo em dispositivos móveis. Cerca de metade deles esperam que um site carregue em dois segundos, caso contrário, abandonam um que não carregue após esse tempo. A velocidade realmente importa quando se trata de manter os visitantes em seu site para que eles possam ver se querem ver seu conteúdo e posteriormente fazer negócios com você.

Existem algumas ferramentas que permitem verificar a velocidade do seu site, incluindo o Pingdom e o Page Speed ​​Insights do Google. Esses sites também oferecem dicas sobre como acelerar seu site. Duas coisas simples que você pode fazer para começar são verificar a velocidade do seu servidor e otimizar as imagens.

Existem diversas técnicas para melhorar a velocidade do seu site. Se você não souber como fazer isso, procure ajuda de um especialista. Caso, queira falar com um especialista nesse assunto, clique aqui e agende uma reunião online gratuita com um especialista. Ele irá analisar seu site e lhe dizer o que pode ser feito para melhora!

 

3. Fornecer informações detalhadas.

Quando um visitante do site acessa sua página, ele deseja obter as informações necessárias para tomar uma decisão informada sobre seu produto ou serviço. Provavelmente ele já fez uma pesquisa no Google ou nos mecanismos de busca de internet sobre o assunto ou viu algum anúncio seu na internet para chegar até seu site – SAIBA COMO ANUNCIAR NA INTERNET. Se o visitante tiver que procurar demais por essa informação em seu site, pode presumir que você está escondendo alguma coisa ou ficar frustrado e sair para o site de um concorrente. Lembre-se, você tem somente alguns segundos da atenção dele. Quanto mais detalhado e acessível você exibir as informações sobre o que você tem a oferecer, melhor para todos.

Veja o guia de compras da Medical Guardian. Eles entendem que alguém procurando um dispositivo de monitoramento médico provavelmente tem preocupações sobre a eficácia do dispositivo. Afinal, você está colocando a vida do seu amado em suas mãos. Eles fornecem um guia de compra detalhado para seus clientes, que responde a quaisquer dúvidas que o consumidor possa ter, incluindo o custo de um sistema de alerta médico, o suporte, as certificações do centro de monitoramento e até mesmo como a instalação funciona.

 

medical-guardian

4. Torne a navegação intuitiva.

Quando um visitante acessa um site, ele geralmente procura o menu de navegação para se orientar dentro da página. O menu de navegação é essencial porque acompanha o visitante do site durante toda a sua jornada dentro do site e serve como uma ferramenta para voltar à páginas anteriores.

Ao mesmo tempo, você precisa limitar o número de itens em seu menu de navegação para que ele não fique excessivamente volumoso. Isso vai acabar causando um efeito contrário e confundindo mais a vida do seu usuário do que ajudando. Você também deve colocá-lo no mesmo local em todas as páginas. Periodicamente, realize alguns testes A / B com seu menu, tentando posições ligeiramente diferentes, organização de guias e até mesmo redação e veja de fato o que melhor funciona para seu público. Novamente, o seu público é quem dirá por meio da navegação ou pesquisas o que é melhor para eles.

 

5. Cuidado com as cores

Escolha as cores para o seu site com cuidado. Você precisa de um equilíbrio perfeito entre beleza e clareza. Não apenas sua paleta de cores precisa fazer sentido de acordo com seu negócio, mas o contraste entre o fundo e o texto precisa ser suficiente para que o visitante possa ler o texto com facilidade e não sobrecarregar os olhos.

Veja as cores fortes que o Museu Van Gogh usa em seu site. O pop de vermelho e as cores vibrantes na pintura usada para o fundo chamam a atenção do usuário. Como o negócio aqui é arte, o site pode ser um pouco mais criativo nas cores que usam, combinando cores diferentemente do que um tipo negócio mais conservador, como o setor bancário, clínica, escritório de advocacia, provavelmente não usaria. Essa combinação funciona bem para este público que é bem específico. Embora o texto branco no plano de fundo parcial não funcione bem, o restante do site está é harmônico.

Sites como o Coolors, Adobe Color e o Colourlovers, podem te ajudar na combinação ideal para as cores do seu site. Mas se você quer realmente tornar seu site agradável aos olhos de todos, procure o apoio de um especialista no assunto, no caso, um web designer. Esse profissional tem um conhecimento muito mais profundo e que realmente irá gerar um ótimo resultado para você. Para falar com um especialista em design para web, clique aqui.

 

Museu-Van-Gogh

 

6. Melhore o layout do seu site

Tenha em mente que muitos usuários agora acessam sites por meio de celulares e tablets. Cerca de 80% dos usuários da Internet possuem um smartphone e estão gastando cada vez mais tempo acessando a internet através de seus celulares, especialmente pela mobilidade e porque os custos de dados diminuem e os dados ilimitados são o padrão.

Com isso em mente, ter um layout responsivo (que é desenvolvido para dispositivos móveis) se torna ainda mais crítico. Seu site fica bem em computadores e dispositivos móveis? Não necessariamente tem que ser igual. Afinal de contas, a experiência de um usuário de computador é diferente da experiência de um usuário de celular. É mais importante que os usuários de dispositivos móveis possam ver as coisas sem precisar ficar se virando para navegar no seu site. Facilite a vida deles!

 

7. Preste atenção aos CTAs (Call-To-Action)

CTA é um acrônimo para Calls-To-Action, o que significa a “chamada à uma ação”. Ou seja, são links ou funções de uma página que levam os usuários a realizar ações. Os tipos de CTAs variam de página para página e podem ser links de navegação, links para compras, links para formulários de inscrição, etc. Você tem fortes Calls-To-Action (CTAs) em suas páginas em locais que fazem sentido? Os visitantes do site que decidirem comprar ou se inscrever em sua lista de e-mails querem saber como dar o próximo passo. Simplifique isso usando um CTA forte e fácil de localizar.

Veja como a uWork, agência de marketing digital, decidiu utilizar seus botões de CTA. Eles consideram tanto uma cor amarela que irá aparecer em segundo plano quanto até mesmo o texto do CTA, que simplesmente diz “Quero agendar uma consultoria grátis”. Eles também escolheram colocar o botão do CTA acima do menu de navegação principal de seu site. Isso permite que o usuário encontre o botão a partir do momento em que ele chega na página.

 

uwork

 

8. Aprimore sua página de contato.

Se você não tem uma maneira direta para que os consumidores entrem em contato com você, corre o risco de perder a confiança daqueles que acessam sua página. Cerca de 51% das pessoas afirmam que as informações de contato completas são algo que muitos sites estão falhando. Se o seu contato for simplesmente um e-mail, considere reforçar essas informações.

Quanto mais maneiras você permitir que um usuário entre em contato com você, melhor. Considere adicionar um número gratuito, uma opção de bate-papo ao vivo, uma base de conhecimento ou um fórum de usuários. Todos esses fatores agregam credibilidade ao seu site.

 

Lembre-se. Seu site deve ser fácil de usar.

Essas oito coisas tornarão seu site mais fácil e melhor para seus clientes, mas a chave para um site com boa experiência de usuário é fazer melhorias de maneira consistente. Nunca pare e sempre vá em busca de ajuda para melhorar. Reserve um tempo para perguntar a seus clientes quais melhorias em seu site poderiam ser feitas os ajudarem. Lembre-se de que as ferramentas úteis para um site de comércio eletrônico serão diferentes daquelas úteis para um blog.

Teste tudo e tente ver o seu site através dos olhos do seu público-alvo. Assim, seu site se tornará mais fácil de usar e, potencialmente, levará a mais vendas ou novos clientes.

Existe alguma experiência do usuário que você deve ter em mente ou alguma informação que não ficou muito clara? Conte sobre isso nos comentários ou entre em contato com a gente para saber mais. Bom trabalho!

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Tenha seu site em até 30 dias
com design moderno, atraente e fácil de usar.

Nossos sites são desenvolvidos para serem responsivos.
Smatphones, tablets e computadores...
Você sempre aparece para seu público!

Compartilhe!
30 out 2018

Guia de marketing digital para pequenos negócios

Guia de marketing digital para pequenos negócios
Compartilhe!

Guia de marketing digital para pequenos negócios

Como proprietário de uma pequena empresa, seja qual for seu nicho de mercado, você provavelmente ficará sobrecarregado com inúmeras responsabilidades todos os dias. Quer se trate de vendas, contabilidade ou apenas gerenciar as operações do dia-a-dia, acompanhar o fluxo contínuo de trabalho pode ser desgastante. Devido a momentos de crises passageiras e dessa quantidade enorme de atividades, um aspecto fundamental para o desenvolvimento de qualquer negócio muitas vezes é deixado de lado por tempo indeterminado e muitas das vezes sequer iniciado que é o marketing da sua empresa.

Como seu tempo já está praticamente todo tomado por outros tipos de demandas, é importante concentrar seus esforços de marketing onde eles podem causar o maior impacto consumindo pouco tempo das suas atividades. É possível realizar isso através do espaço digital. Embora a realidade da grande maioria dos pequenos negócios não torne viável competir em todos os aspectos do cenário digital com as empresas que já atuam há algum tempo e portanto, garantiram relevância para determinada audiência online, as pequenas empresas (profissionais autônomos e prestadores de serviços também fazem parte) podem se beneficiar do mundo online com estratégias e metodologias focando em algumas áreas-chave em que possam obter uma vantagem sobre seus concorrentes maiores ou competir de forma igual. Sim, a vantagem da internet é que ela torna isso possível. Empresas pequenas competindo em igualdade com empresas grandes.

Na experiência que adquirimos ao longo dos anos trabalhando com clientes nacionais e internacionais de pequeno e médio porte como agência de web design e marketing digital, essas são as áreas mais importantes que os proprietários de pequenas empresas devem priorizar.

 

Estratégia para celular

 

Se sua estratégia de marketing digital não for otimizada para plataformas móveis, você provavelmente estará perdendo a chance de falar com uma grande massa de público/clientes.

Em pesquisa divulgado pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em abril de 2018, foi constatado que 70,5% dos lares brasileiros passaram a contar com acesso à internet em 2017, isso significa 49,2 milhões de domicílios conectados no ano passado. Esse número representa um crescimento significativo em relação aos 44 milhões (63,6%) registrados em 2016, ainda mais se incluirmos na conta que até 2013 menos da metade das residências tinha algum tipo de acesso à internet no país.

A pesquisa também revelou que esses moradores estão acessando cada vez mais à internet pelo próprio celular, isso porque 92,7% dos lares já contavam com pelo menos uma pessoa dona de uma linha de telefonia móvel.

Para se manter competitivo, sua estratégia deve incluir no mínimo o seguinte:

  • Ter um site responsivo: Em primeiro lugar, o seu site deve ser projetado de forma que seja totalmente funcional em celulares, tablets e computadores convencionais, o que significa que o site deve usar um design responsivo. Como a pesquisa mostra, os celulares estão se tornando o principal meio de acesso para navegação na internet, E isso é no mundo todo! Por isso, é importante que você ofereça uma boa experiência de navegação para seu usuário tanto com usuários móveis quanto de desktop. Ter um site com design responsivo com certeza a melhor forma para atingir esse objetivo!

Se você está pensando em construir um site para seu negócio ou quer replanejar um site que você já tem com os padrões adotados pelo mundo todo e que geram resultados reais, você pode acessar nosso conteúdo exclusivo para Criação de Sites e entender melhor como tudo funciona.

  • Segmentação geográfica: o Facebook oferece a capacidade de veicular anúncios para celulares e computadores que podem ser direcionados por região geográfica para seus clientes. A melhor parte deste serviço é que a entrega de anúncios é baseada em sua localização, ou seja, você pode criar através do Facebook anúncios somente para a cidade de São Paulo, e ainda, se você for um comércio local como uma loja física, padaria, clínica, restaurante, etc., você pode apontar seu anúncio para atingir somente pessoas que estão próximas ao bairro/rua de seu estabelecimento. Como os consumidores estão utilizando consistentemente os celulares para localizar serviços e empresas próximas, isso oferece uma maneira exclusiva de alcançar clientes em potencial em áreas geográficas específicas que, de outra forma, talvez não tivessem encontrado o caminho para seu site ou seu endereço.

Para começar a criar seus anúncios de uma forma que realmente geram resultados ou para ter o apoio fixo em seu comércio nessa atividade, você pode acessar nosso conteúdo de Campanhas de Anúncios Patrocinados e saber tudo o que precisa para começar agora mesmo!

 

 

Otimização de mecanismos de pesquisa (SEO)

 

A boa classificação nos mecanismos de pesquisa exige a implementação de excelentes informações de publicações estratégicas e de marketing conhecidas como SEO – Search Engine Optimization. Isso para potencializar e melhorar o posicionamento de seu site nas páginas de buscas da internet como o Google, Bing e Yahoo, de forma natural (orgânica = não paga) nos gerando conversões para determinados objetivos dentro do seu site, sejam elas, a aquisição de novos leads (clientes em potencial), uma compra, um envio de formulário, agendamento de consultas e outras infinitas possibilidades de negócio.

Muitos usuários visualizam apenas a primeira página dos resultados do mecanismo de pesquisa ao buscar algo ou olham para o que está em destaque nos resultados da Pesquisa do Google. Aqueles que se classificam perto do topo das páginas dos resultados de buscas na internet não tem com o que se preocupar, mas aqueles listados nas páginas abaixo geralmente veem uma queda acentuada nas visitas ao seu site.

O Google concentra seu foco na qualidade do conteúdo que será entregue para quem estiver pesquisando – seu cliente. Nesse caso, não somente Google, mas todos os mecanismos de busca de internet consideram como este conteúdo está escrito e sendo disponibilizado, a começar pelo fato de ser ou não acessível por celular e outras centenas de técnicas que envolvem a criação de bons conteúdos para esse padrão adotado. Os buscadores também entendem quem são os usuários de celulares e assim, entregam o conteúdo de uma forma otimizada para que seja lida da melhor maneira através dos dispositivos móveis.

As pequenas empresas podem se beneficiar disso também concentrando seus esforços no trabalho de otimização de sites - SEO para obter vantagem através do mundo online. Para saber mais sobre esse assunto, veja esse conteúdo exclusivo sobre SEO – Otimização de Sites.

 

 

Conteúdo de Vídeo

 

Você sabia que a quantidade média de conteúdo de vídeo assistido no YouTube globalmente é de 3,25 bilhões de horas por mês? Essa é uma quantidade incrível de vídeos e deve fornecer algumas dicas sobre por que esse formato de conteúdo deve ser uma prioridade para sua empresa. A criação de conteúdo de vídeo envolvente para plataformas como YouTube, Facebook e Instagram pode ajudar você a alcançar clientes com eficiência e, ao mesmo tempo, criar reconhecimento da marca.

Ao criar vídeos, é importante considerar como e onde você os publicará. Por exemplo, até recentemente, era amplamente aceito que os vídeos deveriam ser filmados horizontalmente. No entanto, com a crescente popularidade do recurso de “Stories” em plataformas como Facebook, Instagram, WhatsApp e agora IGTV, os vídeos feitos na vertical tornaram-se a norma para se adequar a esses formatos.

Veja esse passo a passo com 7 DICAS PARA CRIAR ROTEIRO NA INTERNET.

 

 

Marketing de Influenciadores

 

O marketing de influenciadores está em ascensão em 2018. Quando feito corretamente, pode impactar positivamente a percepção do público sobre seu negócio produto ou serviço, inspirar a lealdade à sua marca, promover conversas orgânicas nas mídias sociais e impulsionar suas vendas!

O conteúdo é rei quando se trata de uma campanha de marketing de sucesso. Aspectos para identificar e criar antes de lançar uma nova campanha incluem o seguinte:

  • Insights da plataforma: será que meu conteúdo está no lugar certo? Um equívoco comum é que você precisa estar em todos os lugares, quando a verdade é que você simplesmente precisa estar nos lugares onde seus clientes estão. Se o seu conteúdo tiver um desempenho ruim em determinadas plataformas, você deverá reavaliar se deve ou não concentrar seus esforços nessa plataforma. Para saber essas informações, ACOMPANHE e ESCREVA sempre dados a respeito do seu tráfego nas redes sociais e site, comportamentos do seu público, horários de acessos a seus conteúdos e tipos de conteúdo com maior engajamento. Analise simplesmente TUDO! Assim, você provavelmente sairá do “achismo” e irá para o que de fato é a realidade para você. Procurar ajuda profissional para insights e análises do seu público e conteúdo é sempre uma opção rápida e confiável. Acredite, sai muito caro as horas que você perde criando conteúdos e em plataformas que não trazem resultados para seu negócio e não te direcionam para lugar algum. Por isso, fale com um especialista.
  • Tendências sociais e de pesquisa: na vida, o tempo é tudo, e esse conceito também se traduz no seu conteúdo. Mesmo o melhor conteúdo, quando publicado em momentos errados, tem a provável chance de que se perca do público que você deseja atingir, e é por isso que você deve estar sempre se atualizando sobre as tendências sociais e de pesquisas para publicar o conteúdo que as pessoas estão procurando. Não perca o foco!
  • Calendário de Conteúdo: Um erro comercial comum quando se trata de conteúdo é criar e postar na hora sem qualquer tipo de plano. Esse estilo de erro ou acerto produzirá inevitavelmente resultados inesperados, enquanto um calendário de conteúdo cuidadosamente criado produz consistência e tem uma lógica por estar ligado a metas e objetivos previamente estabelecidos. Um calendário fornece uma visualização da sua próxima estratégia de conteúdo e ajuda a criar um fluxo consistente de conteúdo para construir melhor sua marca em médio e longo prazo.
  • Influenciadores Confiáveis: O marketing de influenciadores tem tudo a ver com autenticidade, o que significa permitir a um influenciador algum nível de liberdade para criar conteúdo genuíno para eles. Nesse sentido, como proprietário de uma empresa, você precisa ter pessoas confiáveis ​​nessa posição que entendam como mesclar suas metas com o que elas produzem. É fundamental permitir-lhes liberdade na criação de conteúdo, para que ele tenha validade e autenticidade enquanto ainda realizam seus objetivos. Isso requer confiança das duas partes.

Um problema comum entre os proprietários de pequenas empresas é a falta de compreensão sobre se seus esforços de marketing são eficazes. Para evitar isso, verifique se você está obtendo insights valiosos medindo as principais métricas com programas como o Google Analytics. Então, aprenda a ajustar seus esforços de modo a ser eficaz ou fale com um especialista para te ajudar. Você pode não ter tempo ou recursos para explorar todas as estratégias de marketing digital, mas, no mínimo, reserve um tempo para colocar seu foco de marketing digital nessas áreas-chave para competir como uma pequena empresa no espaço digital.

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!