16 fev 2019

Princípios do design para aplicar em seu marketing digital

Princípios do design para aplicar em seu marketing digital
Compartilhe!

Nesse artigo vou te apresentar alguns dos princípios fundamentais do design. Esses princípios servem como base para a criação de peças publicitárias no mundo todo. Aqui a ideia é passar uma visão geral de alguns desses princípios do design para que possam ser aplicados de forma muito fácil por qualquer pessoa que precise fazer criações para seus posts nas redes sociais, blog, sites, e-mails, apresentações, documentos, etc.

Então, vamos ver cada um deles e como funcionam na prática. Em poucos minutos você vai ter um entendimento muito melhor de como poderá aplicar esse conhecimento imediatamente em criações!

Alguns dos princípios fundamentais do design são...

Equilíbrio, proximidade, alinhamento, repetição, contraste e espaço. Vamos ver o que cada um faz, além de alguns complementos que também podem ser levados em consideração. Como eu disse anteriormente, não entrarei em uma visão mais profunda sobre cada um deles porque a ideia deste artigo é simplificar ao máximo a compreensão para que você possa compreender e principalmente aplicar no seu dia a dia.

É importante entender que os elementos do design são as coisas que compõem um design. Já os princípios do design são o que fazemos para esses elementos. A forma como se aplica os princípios do design é fator que determina o sucesso do seu design.

Os elementos do design.

LINHA

As marcas lineares feitas com uma caneta ou pincel ou a borda criada quando duas formas se encontram. Vários pontos juntos forma uma linha e podem ser usadas com a função de ajudar a induzir para direcionar o olhar para algum ponto importante de uma criação dando ênfase e sensação de movimento. Linhas em ziguezague podem indicar tensão e entusiasmo.

linha

Você pode aplicar as linhas em suas criações para trazer esses sentimentos para um determinado objetivo da sua arte. Mesmo que você não mostre linha nenhuma na sua peça. Isso, mesmo! Os fotógrafos por exemplo fazem o uso de linhas “invisíveis” como guias que direcionam o olhar para pontos específicos em uma foto.

linha

No seu dia a dia, você pode usar as linhas para delimitar a área para distribuir os elementos que compões sua criação como nesse exemplo abaixo.

linha
linha

Vamos para outro exemplo que possivelmente você já deve ter visto bastante na internet, mas não percebeu como as linhas estavam sendo usadas. Veja abaixo como os designer do site da PRA usaram as linhas diagonais para guiar o usuário através do conteúdo, seção por seção, em um movimento de ziguezague.

Nosso olhar já é muito acostumado a entender esse movimento de ziguezague quando estamos lendo. Começamos da esquerda para a direita fazendo esse ziguezague quando vemos peças publicitárias.

site PRA

FORMA

Uma forma é uma área definida independente de ser geométrica como quadrados, círculos e triângulos. Elas podem ser também orgânicas, ou seja, formas livres ou formas naturais.

linha
linha

DIREÇÃO

Todas as linhas têm direção - Horizontal, vertical ou oblíqua. Horizontal sugere calma, estabilidade e tranquilidade. Vertical dá uma sensação de equilíbrio, formalidade e vigilância. Obliqua sugere movimento e ação.

linha

ESCALA

Escala é simplesmente a relação da área ocupada por uma forma com a da outra. É a relação entre as proporções dos elementos visuais de uma composição. Trabalhar com esse recurso te permite dar mais ênfase para pontos importantes em que você precise chamar mais a atenção de um elemento na sua criação.

Com a escala dos elementos você consegue ajudar na hierarquia dos elementos dentro da arte. Pode ser usada tanto em formas, imagens ou textos.

Veja como foi a escala foi usada nos cartazes da série de filmes Star Wars (Guerra nas Estrelas) para destacar os personagens principais de cada filme deixando em segundo plano os personagens coadjuvante. Aproveite essas imagens para tentar identificar também os elementos que vimos anteriormente: linhas, forma e direção.

linha
linha
linha
linha
linha
linha

TEXTURA

A textura é a qualidade da superfície de uma forma - áspera, lisa, macia, dura, brilhante etc. Designs limpos, bem definidos e lisos podem ser incríveis. Mas às vezes você queira também passar uma mensagem para sua audiência na internet usando alguma imagem mais rústica onde a textura pode te ajudar nisso.

Porém, tome bastante cuidado para não causar um efeito contrário e ao invés de atrair a atenção para algo agradável, você atraia a atenção por ter feito uma verdadeira confusão na cabeça das pessoas.

Nessa hora, use o bom senso para a escolhas das fontes e cores do seu texto de apoio e dê contraste entre ele e sua imagem.

linha

Você pode aplicar texturas diferentes na mesma imagem respeitando as “regras” que vimos anteriormente e aliando simplicidade, leveza e contrates.

Veja a imagem abaixo, nela são duas texturas diferentes. Uma no fundo da imagem simulando uma mesa de madeira e a outra no cartão onde estão sendo exibidas as marcas.

linha

COR

As cores têm algumas características principais que devem ser levadas em consideração. A matiz, ou seja, o nome da própria cor (vermelho, verde, azul, etc). O valor, que diz quão claro ou escuro é a intensidade da cor e quão brilhante ou sem brilho ela é.

Escolher bem as cores para sua identidade na internet é fundamental. As cores são capazes de trazer senso de humores específicos, climas, ambientação e canaliza emoções. Cada tonalidade tem uma conotação específica associada a ela e pode ser fator determinante para que alguém continue olhando para o que você tem a oferece ou simplesmente vá para a próxima página do seu concorrente.

linha

Siga um padrão visual de cores para suas redes sociais, site e blog que faça sentido ao que você quer transmitir para seus clientes. Aplique o mesmo padrão em todos os seus canais de comunicação. Veja no gráfico abaixo as possibilidades para escolher a combinação de cores ideal para sua marca.

Fonte: Rock Content

Uma ferramenta online e gratuita muito bacana para ajudar na escolha das cores é a Adobe Kuler. Na guia “Explorar”, ela oferece uma série de combinações de cores que conversam entre si e que fazem sentido para as pessoas.

adobe_kuler

O vídeo “A psicologia da cores” mostra (em inglês) como as cores são usadas para causar sentimentos em várias situações possíveis. A ordem desses sentimentos no vídeo é: Inocência, Doçura, Feminilidade, Violência, Paixão, Sociabilidade, Calor, Juventude, Loucura, Insegurança, Natureza, Imaturidade, Destruição, Calma, Distanciamento, Fantasia, Erotismo.

As cores representam um papel essencial, a publicidade está guiando nossos passos e muitas vezes sem perceber estratégias de marketing das cores são propositadamente colocadas para que temos algumas respostas já programadas das nossas reações.

Veja como você pode usar a psicologia das cores de forma mais correta nas peças de publicidade do seu negócio ou na hora de escolher as cores para sua marca.

brands_colors
colors_suggest

Os princípios do design.

EQUILÍBRIO

O equilíbrio fornece estabilidade e estrutura para um design. Uma forma grande perto do centro pode ser equilibrada por uma pequena forma próxima da borda.  É o peso distribuído no design pelo posicionamento de seus elementos.

PROXIMIDADE

Proximidade cria uma relação entre elementos criando um ponto focal. Isso não significa que elementos precisam ser colocados juntos, significa que eles devem estar visualmente conectados de alguma forma.

Informações similares “devem” estar próximas. Exemplo: um título para destaque perto do texto que completa a informação em uma arte. Isso facilita para que quem veja não tenha muita dificuldade em entender o que está sendo dito.

Parece algo muito pequeno em que não devemos dar muita importância, mas se entendermos que na internet você tem apenas milésimos de segundos para atrair a atenção de alguém, cada detalhe será muito valioso.

Você não espera que o leitor fique se questionando se a arte está correta, ou se as informações separadas são uma forma de chamar a atenção ou alguma palavra-chave na arte. Ele simplesmente vai ignorar e avançar no seu feed de notícias.

A forma como você organiza os elementos na sua arte faz toda a diferença.

ALINHAMENTO

O alinhamento dos elementos em seu site/blog, posts do Facebook e Instagram vão te permitir criar ordem e organização na informação que você está passando. Como eu disse anteriormente, estamos acostumados a olhar e interpretar algo olhando do canto superior esquerdo até chegar por fim ao canto inferior direito.

Lembrando disso, quando você for criar sua próxima arte, leve em consideração que se sua informação principal estiver alinhada à direita, ela não fique “brigando” com outros elementos importantes na mesma parte da esquerda que podem roubar a cena e a atenção das pessoas causando um efeito inverso.

Evite também que seu texto e outros elementos fiquem espalhados para que não seja confuso de ler e entender. Combinar a proximidade junto com alinhamento vai facilitar a vida de quem está vendo seu conteúdo e a sua também.

Veja algumas dicas para usar na hora de alinhar os elementos em sua arte:

- Garanta que não haja um texto muito grande nem muito pequeno para a mídia onde você vai publicar.

- Evite usar muitos tipos de fontes para escrever na sua arte. Agora que você já sabe como definir uma identidade para suas publicações, acho que isso não será um problema. Mas é sempre bom lembrar disso.

- Quando usar letras grandes, o alinhamento à esquerda facilita muito a leitura.

- Busque opções simples de fontes para usar em suas publicações em redes sociais. Quanto mais fácil for para ler, maior a chance da sua mensagem ser vista e lida!

Esse exemplo da revista da 99U Magazine mostra como usar somente alguns tipos de letras, porém, de forma que consegue fazer muitas variações na forma de exibir o conteúdo. Incrível e elegante! Procure identificar os princípios de espaçamento, escala/tamanho, distribuição dos elementos de acordo com a importância, cores e contrastes, linhas e formas.

alinhamento

REPETIÇÃO

A repetição pode ser usada para fortalecer um design unindo elementos individuais. Isso ajuda a criar associação e consistência à uma peça gráfica ou uma marca. Além disso, a repetição pode criar ritmo (uma sensação de movimento organizado).

Veja como a designer Nastya Chamkina usou a repetição para criar as estampas que não são chatas e monótonas como as da cortina da casa da minha avó. Pelo contrário! Neste caso, as estampas trouxeram exatamente um destaque maior para a embalagem e deram a sensação de movimento e leveza para elas.

pattern

O uso de repetição é bastante comum para a construção de branding. As pessoas conseguem identificar muito melhor uma marca que faz bem o uso da repetição ao seu favor. Você pode aplicar isso usando os mesmos elementos visuais, alinhamento, o contraste e a proximidade em tudo o que gira em torno do seu negócio.

Assim você constrói a sua identidade, levando em conta que você não quer que aquele que vai olhar sua arte se sinta perdido e perca rapidamente o interesse pelo que você está mostrando a ele.

Ao lembrar de marcas famosas como Nike, Coca-Cola e Apple, tenho certeza de que já consegue se lembrar facilmente dos seus símbolos e formas como se apresentam independente do produto que seja anunciado em um comercial. Muitas vezes essas marcas não anunciam simplesmente nada em seus comercias além de um sentimento de felicidades, saúde ou design e tecnologia, mas você se recorda delas devido à repetição com que aparecem e ao padrão que adotam na forma de se apresentarem.

Veja no exemplo abaixo como fazer o uso das repetições em peças diferentes. No exemplo, os espaçamentos são os mesmos, as cores e tamanhos também se repetem.

repeticao

CONTRASTE

Contraste é a justaposição de elementos opostos (cores opostas na roda de cores, ou valor claro / escuro ou direção - horizontal / vertical). O contraste nos permite enfatizar ou destacar elementos-chave em seu design.

O contraste precisa ser usado com muito cuidado, um exemplo é você colocar um fundo amarelo na imagem e a letra em branco, as duas cores são muito parecidas por serem claras, ou seja, não há uma diferenciação de cores na imagem e certamente causará confusão para quem estiver olhando.

contraste1

De modo simples, o contraste é a diferença entre os elementos do seu design.

E não se trata somente em diferenciar cores claras com escuras, você pode usar os textos para criar contraste ou até mesmo linhas verticais e horizontais.

Olha só, uma FRASE ESCRITA EM CAIXA ALTA pode chamar muito mais atenção do que uma frase escrita em caixa baixa. Até as fontes que você usa podem ser um fator que gera contraste no seu design.

contraste

Mesclar traços mais grossos com traços finos, claro e escuro também pode ficar incrível! Arrisque, teste, mude e veja o que mais representa a mensagem que você deseja passar para seu público.

ESPAÇO

Espaço na arte refere-se à distância ou área entre, ao redor, acima, abaixo ou dentro dos elementos. Tanto o espaço positivo quanto o negativo são fatores importantes a serem considerados em cada projeto.

CONCLUSÃO

Tendo esses princípios em mente, você agora uma base muito melhor para ter um bom design no trabalho que for desenvolver. Logicamente existem muitos pontos que designers e diretores de arte sabem explorar muito bem que valorizam mais o trabalho, porém com estes princípios o design fica mais harmonioso e de fácil entendimento da mensagem para quem estiver vendo.

Assista a este vídeo para ver mais aplicação na prática:

Compartilhe!
12 dez 2018

Como escolher e organizar hashtags eficazes para alcançar mais pessoas certas no Instagram

Como escolher e organizar hashtags eficazes para alcançar mais pessoas certas no Instagram
Compartilhe!

Pouco mais de 10 anos atrás as pessoas buscavam por prestação de serviços, e eventualmente acabavam encontrando produtos também, nas famosas páginas amarelas dos classificados. Um grande livro repleto de anunciantes onde quem pagava mais tinha maior destaque dentro desse livro. Essa parte é bem parecida com o que vemos na internet não é mesmo?

Agora você provavelmente deve estar se perguntando: “Ok, mas qual a relação disso com o uso de hashtags no Instagram? E como eu vou conseguir mais seguidores com essa informação?” Não se preocupe, até o final desse artigo você vai entender onde quero chegar. Tenho certeza de que nos próximos minutos você terminará esse artigo com um entendimento muito mais claro sobre a utilização de hashtags e como poderá aplicar em seu negócio hoje mesmo.

Então vamos ao que importa aqui, mas antes, quero que você pense nas hashtags do Instagram como se fossem as páginas amarelas dos classificados. Há pessoas percorrendo certas hashtags apenas para ver o que elas podem encontrar de interessante, o que significa que as hashtags são um excelente meio para que novas pessoas (potenciais clientes) encontrem você através de um conteúdo publicado. Um ponto fundamental para que isso aconteça é o uso somente hashtags relevantes para seu negócio. Afinal de contas, você não esperaria encontrar um pintor listado na seção "Dentistas" das páginas amarelas não é mesmo? Com as hashtags o cenário não é diferente.

As hashtags são usadas para identificar o tema de determinado conteúdo que as pessoas estão compartilhando nas redes sociais. Elas se tornaram populares no Twitter e depois passaram a ser usadas também em outras redes sociais, incluindo o Instagram.

Funciona basicamente assim: cada hashtag criada funciona como um link que irá direcionar a pesquisa para todas as pessoas que também marcaram os seus conteúdos com aquela hashtag específica. Ou seja, esta é uma maneira bem mais prática de agrupar diversos conteúdos sobre um determinado tema, facilitando a pesquisa posterior sobre o tópico desejado.

Portanto, seja muito coerente na hora de escolher e usar suas hashtags de acordo com o seu tipo de negócio e publicação. Vá direto ao ponto e use hashtags que sejam de conhecimento comum do seu público, isso facilitará para que eles encontrem você em meio a tanto conteúdo.

Se você está procurando nesse artigo algo que lhe dará as hashtags "mágicas" para alavancar seu negócio, não é isso. Cada negócio tem suas particularidades e um público específico. Em vez disso, vou compartilhar com você um processo de pesquisa de hashtag que usamos para você possa aplicar hoje mesmo em sua estratégia de conteúdo, encontrando as hashtags corretas e específicas para o seu negócio, para que você possa alcançar mais pessoas certas - isto é, pessoas que realmente possam comprar um dia de você ou trabalhar contigo.

Nesse artigo você também encontrará uma planilha de hashtag do Instagram gratuita que você pode usar para organizar suas próprias hashtags e com o tempo, dimensionar o quanto elas são ou não relevantes para seu público. Baixe aqui.

Revise as hashtags que você já usou em seus posts

Verifique as hashtags que você costuma usar em suas publicações. Criar essa lista será o ponto de partida para começar a organizá-las para que na frente você possa saber o que está funcionando melhor para você. Tenha sempre essa lista atualizada e se for necessário, corte o que não gera valor.

Há 3 coisas para analisar ao revisar suas hashtags existentes:

arrow_small_green Algumas de suas hashtags são muito amplas (> 1 milhão de postagens)? Pode parecer bom, em teoria, postar nas hashtags mais populares, mas o seu cliente ou cliente ideal está realmente navegando na #followforfollow ou #love? Provavelmente não. Usar hashtags muito genéricas para seu negócio pode acabar atraindo uma audiência que não vai agregar muito para ele. Em muitos casos, essa audiência chega através de bots ou perfis falsos.

arrow_small_green  A sua lista tem hashtags muito estreitas (<1.000 posts)? A menos que você esteja em um nicho de mercado muito específico, usar hashtag muito estreitas pode não dar o alcance que você espera para suas publicações. Ache um ponto de equilíbrio nesse momento.

arrow_small_green  Seus posts anteriores obtiveram um alcance maior do que o normal com o uso de determinada hashtags? Se sim, você definitivamente quer salvar essa hashtag para uso futuro. Analise bem os seus posts e compare. Faça posts com diferentes abordagens sobre o mesmo assunto e veja como reage a sua audiência em cada um deles. Lembre-se que o seu público é quem irá te fornecer as melhores informações a respeito do que está funcionando ou não.

Crie categorias para suas hashtags

Você nem sempre escreve sobre a mesma coisa no Instagram, não é? Então, por que você usaria as mesmas hashtags para cada post?

Nesta etapa, quero que você volte e analise os 15 a 20 últimos posts e liste os 3 a 5 tópicos principais sobre os quais você publica. Estas serão as suas diferentes categorias de hashtags, ou “conjuntos de hashtags”.

Na planilha de hashtag do Instagram gratuita, existe uma seção para você mapear seus diferentes conjuntos de hashtags. Preenchendo esta coluna de categorias, você terá uma visão mais clara sobre seu tipo de conteúdo, o que melhor está funcionando para seu público e o que deve ser ajustado.

Não sabe o que postar no Instagram? Talvez seja um ótimo momento para rever sua estratégia de conteúdo. Teste tudo e seja consistente em suas publicações!

De olho na concorrência!

Essa é a parte divertida. É hora de perseguir seus concorrentes ou empresas semelhantes em seu tipo de mercado. Veja quais hashtags eles usaram para as postagens deles e adicione aos seus conjuntos de hashtags.

Observação: se uma hashtag específica for relevante para mais de um conjunto, você poderá utilizá-la em outra categoria também.

Use também o próprio Instagram para localizar as melhores hashtags para você. Repita este processo até ter algumas hashtags em cada conjunto.

Mergulhe ainda mais fundo

Quem melhor para dizer quais são as melhores hashtags para Instagram do que o próprio Instagram? Abra o aplicativo Instagram e pesquise por uma hashtag. Qualquer hashtag que faça sentido dentro do contexto do seu negócio.

Veja as principais postagens que isso traz e veja quais hashtags elas estão usando. Continue clicando em diferentes hashtags e você vai se surpreender com a quantidade de novas ideias que vai encontrar!

Repita esse processo até ter 25 a 30 hashtags em cada conjunto.

Acompanhe a performance de suas hashtags

Depois de algumas semanas de postagem com suas novas hashtags, analise o desempenho de cada uma delas.

Há alguma que esteja ficando melhor que o engajamento normal? Ou pior?

Existem várias ferramentas disponíveis que permitem acompanhar e verificar as hashtags. Em uma busca rápida, não será difícil você achar a que funciona melhor para você.

É isso aí!

Não foi tão ruim, foi?

Lembre-se de fazer o download da planilha de hashtag do Instagram gratuita e comece a aplicar essas dicas.

Compartilhe!
23 nov 2018

Como construir um site de coaching que converte simples visitantes em clientes

Como construir um site de coaching que converte simples visitantes em clientes
Compartilhe!

Um site de eficiente é um dos fatores mais importantes no sucesso de qualquer tipo de negócio, seja para profissionais que trabalham por conta própria ou para uma organização. Não importa o tipo de negócio, hoje em dia é quase que inaceitável um profissional ou empresa não fazer parte do mundo digital. Com o mercado cada vez mais acelerado nesse sentido e com os clientes cada vez mais informados sobre as várias opções disponíveis na internet, são inúmeras as desvantagens de quem ainda não atua de alguma maneira através da internet.

Os prejuízos de quem ainda não tem presença na internet vão desde a perda da possibilidade de descoberta de novas oportunidades para seu negócio, o não conhecimento das maiores necessidades dos seus clientes, a falta de relacionamento com os clientes através de pesquisas e feedbacks, a falta de relevância para sua marca e o não conhecimento de seus produtos ou serviços.

No meio de tantas possibilidades de se atuar no mundo digital, vamos tratar neste artigo a respeito do site para seu negócio. De forma mais específica, um bom site para coach. Isso não quer dizer que só serve para coach. Várias dessas orientações são boas práticas que servem para sites de qualquer nicho de mercado.

O site do seu negócio é como se fosse a sua “casa no mundo online”, ou melhor, a sua empresa. É para ele que seus potenciais clientes captados através das redes sociais e pesquisas nos buscadores de internet serão direcionados para se informarem de uma forma mais detalhada sobre seu negócio, seus produtos e serviços. Nele as regras são suas!

“Mas eu tenho uma página no Facebook com vários seguidores e funciona muito bem para mim.”

“Eu consigo vender pelo Instagram perfeitamente! Não preciso de um site.”

É importante lembrar que as redes sociais têm suas regras próprias de funcionamento, que podem mudar do dia para a noite sem que você seja sequer consultado. Simples assim. Com essas condições, é muito arriscado apostar todas as fichas do seu negócio somente nessas plataformas. Basta olhar para alguns anos atrás e se lembrar de quão famoso era o Orkut e que nesse mesmo período nem se imaginava em Instagram.

Uma vez entendido sobre alguns motivos e vantagens para se ter um site próprio, vamos ao que interessa, começando pela primeira página do seu site!

Uma página inicial envolvente cria instantaneamente confiança e conectividade, o que é absolutamente essencial na relação entre um coach e um cliente em potencial. Por outro lado, você pode perder potenciais clientes se o site for chato, mal projetado ou simplesmente não ajudar o público-alvo.

Recentemente, a revista estadunidense de negócios e economia Forbes, pediu a 12 membros do Forbes Coaches Council que compartilhassem suas ideias sobre o design de um site que envolvesse e convertesse os usuários de internet em potenciais clientes. Se você está construindo sozinho ou contratando um web designer para ajudar, aqui está o que você precisa ter em mente na hora de planejar o seu site.

1. Inclua uma call to action clara e visível

Certifique-se de que você tenha uma chamada para ação (CTA – Call to Action) clara e fácil de ser vista em sua página inicial. Por exemplo, peça a seus potencias clientes que visualizem seu site para "solicitar uma sessão experimental". Certifique-se de que esta chamada para ação se destaque e esteja no topo da sua página inicial. Isso facilita e estimula que seus potenciais clientes falem com você diretamente, aumentando as chances de experimentarem o que você tem a oferecer.

Veja como a uWork, agência de marketing digital, decidiu utilizar seus botões de CTA. Foi considerado tanto uma cor que se destacasse quanto o texto do CTA, que simplesmente diz “Quero agendar uma consultoria grátis”. Também foi escolhido colocar o botão do CTA acima do menu de navegação principal de seu site. Isso permite que o usuário encontre o botão a partir do momento em que ele chega na página.

Ainda não tem um site?

Agende agora mesmo uma reunião online
e gratuita com um especialista.

2. Coloque-se no topo dos resultados de busca da internet com boas práticas de SEO

Na hora de construir seu site, não se preocupe somente com o design que ele terá, se será o mais lindo dos sites da internet. Essas são questões muito importantes, afinal de contas estamos falando de alguns segundos que você terá para reter a atenção de novos visitantes. Mas, dê atenção também ao conteúdo que seu site irá oferecer e na qualidade desse conteúdo para seu público. Um bom conteúdo escrito com padrões de SEO pode se destacar no meio de tantos outros conteúdos em uma busca de internet de forma incrível. Para fazer isso acontecer, busque por referências em outros sites, tenha sempre um bom conjunto de palavras-chave que fazem sentido para seu público e principalmente, ajude sempre seu público com soluções ou esclarecimentos para problemas específicos através desse conteúdo.

3. Inclua vídeos

mulher criando videos para a internet

O vídeo é uma das melhores coisas que você pode adicionar ao seu site para transformar os visitantes do seu site em clientes, e atualmente tem sido a base no plano de marketing de muitos negócios de sucesso (não somente em seu site como também em redes sociais). Você pode educar o público com temas relacionados aos serviços que você realiza e eventualmente, apresentar para eles uma solução (sempre no momento oportuno). Além da versatilidade de poder usar o vídeo em mais de uma plataforma, seja seu site ou redes sociais onde você atua, com o vídeo você também pode criar post para seu blog e redes sociais através da transcrição do áudio.

Artigo relacionado: 7 Dicas para criar roteiro de vídeos na internet.

4. Crie um funil de vendas

jornada de compra do cliente

Aprofunde cada vez mais o seu relacionamento com os visitantes do seu site levando-os para um outro tipo de segmentação de seu público. Para isso, construa funis de vendas para converter visitantes do seu site em potenciais clientes e vendas futuras. Por exemplo, digamos que alguém leia uma postagem de blog no seu site. Dê a oportunidade de optar por deixar algum tipo de contato para você.

Você pode fazer isso pedindo o e-mail deles em troca de algum produto digital gratuito que você oferece (como um e-book) ou você pode fazer uma chamada para que participem de uma lista VIP de clientes. Assim, você começará a ter uma lista de e-mails de potenciais clientes para seu negócio.

Em seguida, use esta lista para enviar por e-mail uma série de conteúdos mais aprofundados que construa maior confiança com essas pessoas e em um momento oportuno, ofereça uma possibilidade de compra de um curso ou serviço que você oferece. Sempre pense no próximo passo para os clientes em potencial depois que eles visitarem seu site.

Esse processo depende de vários fatores para ser bem executado. Tenha uma estratégia bem definida e se ficar com muitas dúvidas, procure a ajuda de um especialista em funil de vendas.

Artigo Relacionado: As 4 etapas infalíveis do Inbound Marketing

5. Ganhá-los com a parte superior da sua página inicial

As primeiras impressões são tudo, especialmente na internet. Tanto do computador quanto no dispositivo móvel, as informações e imagens que aparecem quando acessa seu site são os componentes mais importantes para fazer com que eles permaneçam e mergulhem mais a fundo no seu conteúdo. O conteúdo da sua tela inicial deve ser atraente o suficiente para que eles possam ser guiados a um objetivo do seu site.

6. Deixe claro o que você é capaz de resolver

Deixe muito claro que você entende os pontos problemáticos de seus possíveis clientes e está pronto para resolvê-los. As pessoas vão contratar seu serviço porque têm perguntas que precisam de respostas e problemas que precisam ser resolvidos. Use seu site para abordar alguns desses pontos problemáticos para esse público. Deixe claro que você tem as qualificações, experiência e conhecimento para ajudá-los a avançar.

7. Seja móvel e amigável

site responsivo

Os dias de olhar para a nossa "tela grande" para pesquisar e adquirir serviços de coaching estão diminuindo rapidamente. Mesmo as gerações mais velhas estão usando dispositivos móveis e tendo a massiva presença das novas gerações envolvendo o mundo online completamente em seus smartphones. Verifique se seu site estará otimizado para celular. O conteúdo que não é amigável para telas pequenas é visto como antiquado e desativa rapidamente clientes em potencial, além de não ser bem visto aos olhos dos mecanismos de buscas como o Google. Preocupe-se com questões como a velocidade com que seu site será carregado e se será fácil de ser usado mesmo em telas muito pequenas.

Criação de sites responsivos.

Solicite um orçamento agora mesmo.

8. Conecte-se profundamente com clientes em potencial

storitelling

Conecte-se à sua história, aos seus desafios, ao seu potencial. Conecte-se à sua humanidade! Conte sobre suas experiências e situações de vida que fazem sentido para seu público. As pessoas que interagem com você através das redes sociais e chegaram até seu site por exemplo, querem ver mais sobre você e sobre o que você tem a oferecer para elas. De alguma maneira, se identificaram com seu jeito e sua forma de se expressar. Elas querem ver um site que seja da mesma pessoa as atraiu para lá. Tenha um site que reflete a sua personalidade através dos textos e imagens. Mostre como você conhece seu público quase que de forma pessoal e como você pode atendê-los usando narrativas que iluminam sua própria história, com conteúdo valioso que provoca pensamento e um chama para ação. Quando nos sentimos vistos e conhecidos, nos envolvemos mais.

9. Dê uma oferta gratuita

ebook

Oferecer uma oferta gratuita atraente, como um download de áudio, e-book ou um vídeo exclusivo que forneça informações valiosas com as quais o seu público-alvo se preocupa. É uma ótima maneira de capturar endereços de e-mail e leads futuros. É importante ter uma base de e-mail do seu público para que você continue atingindo essas pessoas com conteúdos mais profundo e oferecendo seus serviços e produtos somente para que está realmente interessado em comprar algo de você.

10. Fuja do jargão

 

Muitas indústrias e profissionais estão se afogando no jargão. Lembre-se de quantas vezes você se baseia em acrônimos, jargões e palavras-chave do setor em seu site. As pessoas que visitam seu site estão procurando mais informações sobre seu negócio, e ser claro é fundamental para mantê-las lá. Certifique-se de falar claramente e a serviço do cliente. Lembre-se, o seu site não é para você, é para eles!

11. Dedique alguma atenção à estética

 

Como já vimos anteriormente, a aparência do seu site pode reforçar ou diminuir sua credibilidade, profissionalismo e relevância na internet. Embora o conteúdo e a call-to-action de um site sejam importantes, a estética ainda é muito importante. Você pode ter excelentes credenciais e experiência como coach, mas se o seu site parecer pouco profissional, mal projetado, inconsistente, confuso ou amador, isso prejudicará sua marca. Peça sempre a opinião das pessoas em relação a essas questões também. Fale abertamente com seu público e pergunte por exemplo o que eles acham que pode melhorar em seu site. Se não se sentir seguro o bastante para realizar alterações, não pense muito para contratar um especialista para dar aquela boa arrumada no visual do seu site e seus produtos digitais. Esse é sem dúvidas um investimento que deve a considerado e lhe trará grades resultados.

12. Atualizar, otimizar e monitorar continuamente seu site e seu conteúdo

O sucesso do site não é apenas sobre uma coisa; é uma combinação de várias ações executadas simultaneamente que transformam potenciais clientes em clientes reais. Atualize seu conteúdo de maneira consistente, verifique se o site foi projetado para a experiência ideal do cliente e para dispositivos móveis e monitore insights obtidos por ferramentas gratuitas de análise como o Google Analytics e as ferramentas oferecidas pelas redes sociais.

Compartilhe!
05 nov 2018

O que é Marketing Digital?

O que é Marketing Digital?
Compartilhe!

Lançamos recentemente em nosso blog um post sobre algumas estratégias de marketing digital para o ano de 2019 nas redes sociais. O artigo mostra algumas dicas simples e valiosas que você pode adotar na sua estratégia de marketing para as redes sociais e ter um planejamento melhor para analisar seus resultados mais perto da realidade de seu negócio. Porém, nesse post voltamos ao básico para definir o que é o marketing digital.

Isto é importante, uma vez que para alguns empreendedores e profissionais autônomos que já atuam de alguma forma pela internet, particularmente as pessoas mais tradicionais ou donos de empresas há muitos anos, “digital” é meramente considerado como “nosso site” ou “nossa página no Facebook”. Esse pensamento limita o escopo e as inúmeras oportunidades de negócio que são possíveis de serem aplicadas e gerenciadas pelo simples fato de não serem ignoradas ou não conhecidas.

“Tenho um site, mas ninguém acessa.”

“As pessoas curtem meus posts nas redes sociais, mas ninguém compra de mim.”

Se você está se vendo nessas frases acima não se preocupe! Foi pensando em você que resolvemos escrever esse artigo para mostrar que existem algumas etapas do marketing digital para podem ser colocadas em prática hoje mesmo em seu negócio. E caso ainda assim você fique com dúvidas, convidamos você para falar com um especialista nesse assunto. Você também pode seguir nossa fanpage no Facebook para acompanhar nossos conteúdos gratuitos que irão te ajudar muito.

 

Tipos de marketing digital

Preferimos usar a terminologia "canais de marketing digital" em vez de "tipos", pois cada canal usado para alcançar clientes em potencial (leads) pode ter um nível de complexidade e particularidade diferente do outro, dependendo do nível de integração e das táticas aplicadas em sua estratégia e campanhas de marketing digital.

Em seguida, você vai ver o mapeamento do chamamos de “jornada online do cliente” e seus possíveis pontos de contato com seu negócio (seja ele qual for), mostrando a escala e a oportunidade que o marketing digital oferece. Você vai se surpreender como o marketing digital vai muito além do que "um site" ou "uma página do Facebook". Clique na imagem abaixo para ver com mais detalhes cada etapa.

 

 

Caminhos no marketing digital

Para entender a importância do marketing digital dentro do seu negócio, seja ele físico (lojas, clínicas, restaurantes, escritórios) ou online (cursos, produto digital, ferramentas online) é útil pensar em quais interações do seu cliente precisamos entender e gerenciar.

O marketing digital hoje é muito mais sobre os tipos de interação que seu público tem dentro das suas mídias digitais (presença online do seu negócio) do que somente o seu site ou e-mail. Envolve o gerenciamento e o aproveitamento de cada uma dessas etapas do marketing digital.

São etapas que definem as oportunidades para seus clientes interagirem com sua marca e para você aprender com seu público de diferentes maneiras através do comportamento deles. Sendo assim, as etapas podem ser aplicadas por qualquer tipo de negócio, mas o comportamento que seu público terá ao longo dessa jornada vai depender do seu esforço para alcançá-los e do seu relacionamento com eles, tudo alinhado com suas estratégias de marketing digital.

Dispositivos digitais – os usuários interagem com as empresas de forma muito mais rápida e fácil hoje. Existem diversos meio para se chegar à um site e geralmente o mesmo usuário utiliza de vários recursos para ter essa experiência com sua empresa. Por isso, fique sempre atento se você está tomando os cuidados necessários para que seu negócio seja acessível nessas diversas formas de comunicação, no caso do mundo digital, smartphones, tablets, computadores de mesa, TVs e dispositivos de jogos são algumas delas. Tenha a certeza de que você tem um site responsivo, ou seja, acessível por todas essas possibilidades.

Plataformas digitais – dados de pesquisa divulgada em julho de 2018 pelo CGI – Comitê Gestor de Internet no Brasil mostram que quase metade dos brasileiros acessam a internet pelo celular. Das 120,7 milhões de pessoas que acessaram a internet no primeiro semestre de 2018, 49% dos usuários de internet no Brasil acessaram utilizando somente o celular, 4% somente o computador e 47% ambos.

Esses dados mostram o quanto você deve se preocupar com as plataformas digitais. Como o seu público está acessando o seu conteúdo? Cada plataforma digital tem um jeito específico de interação com os usuários. O que eu quero dizer é que o público do Facebook por exemplo, tem um comportamento diferente do público do Instagram, que por sua vez, tem um comportamento diferente do Twitter... Garanta que seu conteúdo esteja sendo produzido de forma adequada para ser consumido pela audiência de acordo com as particularidades de cada plataforma.

Em pé ou deitado? Posso exemplificar um pouco mais falando da chegada do IGTV, a nova plataforma ligada ao Instagram. Nela, muitas empresas, profissionais autônomos e influenciadores digital simplesmente aproveitaram seus vídeos já publicados no Youtube (no formato horizontal) e publicaram no IGTV.

O aproveitamento de conteúdo já criado é muito recomendado, principalmente pela economia de tempo e esforço, mas aí vem o, “porém”. O IGTV foi criado para ser uma plataforma digital onde os vídeos são exibidos na vertical, assim como funciona para os Stories e diferentemente do Youtube, que exibe os vídeos na horizontal.

O resultado desse aproveitamento de conteúdo? Os usuários do IGTV precisam fazer malabarismo com a cabeça ou com o celular para poder assistir aos vídeos, ou então, poderão assistir em um formato de tamanho reduzido, dependendo de como for feita a publicação, o que causa uma experiência de usuário péssima, fugindo da proposta da plataforma IGTV.

Mídia digital – são os diferentes canais de comunicação pagos, próprios para alcançar e engajar o público com o seu conteúdo online, incluindo as campanhas de anúncios patrocinados, ferramentas para criação e gerenciamento de lista e-mails e mensagens por chat, mecanismos de pesquisa na internet e as também as redes sociais.

Dados digitais – gerenciamento dos dados que você coleta de seus usuários. Seja um telefone de contato ou e-mail, informações demográficas (idade, sexo, gênero), localização, etc.

 

Definindo o marketing digital

O uso da internet e tecnologias digitais para apoiar o "marketing moderno" deu origem a uma gama desconcertante de rótulos e jargões criados por acadêmicos e profissionais. Tem sido chamado de marketing digital, marketing na internet, e-marketing e marketing na web e estes termos alternativos têm variado ao longo do tempo ...

O conceito de marketing digital pode parecer muito claro, mas ao mesmo tempo é muito subjetivo. Como compreender um assunto tão abrangente? Qualquer ação da minha empresa na internet caracteriza marketing digital? Quais são as melhores estratégias? Como extrair o máximo potencial dessas ações? Em meio a tantos nomes, marketing digital é com certeza o termo mais utilizado atualmente para esse conjunto de ações.

Devido ao debate sobre o uso do termo "marketing digital", pensamos que seria importante definir exatamente o que significa o “digital”. As definições são importantes? Nós pensamos que sim, já que particularmente dentro de uma organização ou entre uma empresa e seus clientes, precisamos de clareza para apoiar as metas e atividades que suportam a transformação digital.

Segundo o cofundador da Rock Content, Rodrigo Peçanha, Marketing Digital é: “o conjunto de atividades que uma empresa (ou pessoa) executa online com o objetivo de atrair novos negócios, criar relacionamentos e desenvolver uma identidade de marca. Dentre as suas principais estratégias estão o SEO, Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo”.

Na prática, o marketing digital inclui também o gerenciamento de diferentes formas de presença online, como o seu site, aplicativos móveis e páginas comerciais nas redes sociais. Isto é, em conjunto com as técnicas de comunicação online, incluindo os mecanismos de buscas na internet, marketing para rede social, campanhas de anúncios patrocinados, e-mail marketing e parcerias com influenciadores digitais e outras marcas do seu nicho de mercado.

Ainda não tem um site?

Agende agora mesmo uma reunião online
e gratuita com um especialista.

 

Essas técnicas são usadas para atingir os objetivos de conseguir novos clientes para seu negócio e fornecer conteúdo e serviços, além de continuar se relacionando com os clientes já existentes, o que pode ser feito através da automação de marketing.

No entanto, para que o marketing digital seja bem-sucedido, ainda há a necessidade de haver a integração dessas técnicas com o jeito tradicional de se fazer marketing utilizando as mídias impressas, o rádio, a TV, envio de mala direta por e-mail e com a sua equipe de vendas. Mesmo que seja só você nos bastidores, verifique onde existem essas possibilidade no seu negócio. Afinal de contas, de nada adianta você ter uma “mega” estrutura online, e não conseguir dar conta de entregar o que está sendo oferecendo, por exemplo.

É bem comum reduzir “marketing digital” somente à promoção de produtos e serviços através do mundo online. O que acontece quando se fixa somente nisso é que as empresas e prestadores de serviços se tornam verdadeiros "panfleteiros" digitais. Vamos falar a verdade, não tem nada pior do que entrar na rede social ou no e-mail e ficar recebendo uma enxurrada de panfletos voando por todo lado de serviços que não fazem o menor sentido para você não é mesmo? Muitos ainda pecam e insistem nesse erro colocando em risco suas marcas.

Por isso, tenha sempre uma visão mais holística levando em consideração as experiências de seus clientes, os interesses deles, o desenvolvimento dos relacionamentos entre o seu negócio com eles e dando a devida importância da integração multicanal. Sendo assim, inclua atividades em todo o ciclo de vida do seu potencial cliente e apareça do jeito certo e no momento apropriado:

  • Mídia digital (posts, fotos, vídeos, e-books) e canais de comunicação;
  • Experiências digitais, como o design do seu site e acessibilidade a dispositivos móveis;
  • Perspectiva e gestão de relacionamento com clientes através da automação de marketing;
  • Estratégia digital e integração de comunicações e experiências multicanal (digital x convencional);
  • Ferramentas para gerenciar todas as atividades de marketing digital.

 

Definindo marketing

É importante lembrar que, por mais que o marketing digital utilize diferentes técnicas de comunicação se comparado ao marketing tradicional, seus objetivos finais não são diferentes dos objetivos que o marketing sempre teve. Pode ser fácil definir objetivos para o marketing digital com base em "métricas de vaidade", como o número de "curtidas" ou seguidores, mas esses números infelizmente não geram vendas por si só. É importante ter estratégias muito bem definidas além disso. Veja a definição sobre marketing segundo o Chartered Institute of Marketing:

"O marketing é o processo de gerenciamento responsável por identificar, antecipar e satisfazer os requisitos do cliente de maneira lucrativa".

Essa definição coloca o foco do marketing no cliente e, ao mesmo tempo, implica a necessidade de se vincular a outras operações de negócios para alcançar as vendas. E vendas com lucro! Você pode se beneficiar do uso de marketing digital para alcançar esses objetivos da seguinte maneira:

Identificando – você pode (e deve) utilizar a internet para fazer pesquisas de marketing e descobrir quais são as necessidades e desejos dos seus clientes. O que eles buscam na internet que tem relação com seu nicho de mercado? Além de quais informações eles esperam encontrar, como eles fazem essas buscas? Por onde eles acessam? Se coloque no lugar do seu potencial cliente fazendo essa busca pela internet. Você pode conferir em nosso artigo “6 dicas para planejar sua estratégia nas redes sociais em 2019” formas fáceis e rápidas para concluir essa etapa.

Antecipando - a internet é uma fonte a mais onde os clientes podem pesquisar produtos e serviços, e realizar compras. Uma vez que você identificou onde estão seus clientes na internet e como eles podem chegar até você, crie estratégias para aparecer na hora certa e da maneira certa para eles. Assim, você poderá concentrar seus esforços e recursos (tempo, pessoal, tecnológico e financeiro) sem desperdícios.

Satisfação - um fator chave de sucesso no marketing digital é alcançar a satisfação do cliente, o que levanta questões como: o site é fácil de usar, tem desempenho adequado (veja: 8 maneiras de melhorar seu site para seus clientes), qual é o seu padrão de atendimento ao cliente e como são enviados os produtos físicos?

A otimização do marketing digital pode ser complicada, e uma definição simples não traduz necessariamente algo útil para alcançar os objetivos de um negócio. Ok, concordamos plenamente. Por isso, a estrutura abaixo pode te ajudar a dividir seu marketing digital em áreas mais fáceis. Assim, você pode planejar, gerenciar e otimizar cada processo pouco a pouco.

Estrutura para seu Marketing Digital

Alcançar

Agir

Converter

Engajar

Análise SWOT

Analise as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de seu marketing digital.

Análise de Audiência

Analise o seu público alvo. As maiores necessidades deles.

Benchmarking

Analise os seus concorrentes. O que eles andam fazendo, como e onde.

Parcerias e Influenciadores

Busque por potenciais parceiros e influenciadores para agregar ao seu negócio no mundo digital.

Visão e Missão

Defina com clareza para você e seus clientes.

Metas

Principais metas de negócio e marketing.

Objetivos e KPIs

Verifique os principais números para seu negócio por meio do seu site e redes sociais.

Análises de Desempenho

Use ferramentas próprias das redes ou de terceiros para analisar seu desempenho online.

Segmentação

Segmente seu público alvo de acordo com seu nicho mercado.

Valores da marca

O posicionamento e valores da sua marca frente ao mercado.

Estratégia de Conteúdo

Engajamento através da criação de conteúdo relevante para seu público.

Integração

Integrações com outros meios de comunicação tradicionais.

Transformação digital

Entrada incisiva do seu negócio no mundo digital com mais estrutura online.

Investimento e Prioridades

Investimento em ferramentas e publicidade que te deem suporte tecnológico e visibilidade.

Multi Plataformas

A maneira como você interage com seu cliente, seja online ou offline.

Agilidade

Prepare o seu negócio para receber o mundo digital. Esteja preparado para as mudanças!

Alcance

Estratégias de aquisição para aumentar a conscientização do seu público através da sua presença online.
SEO - Otimização de buscas
CPC - Custo por clique
Afiliados
Publicidade paga
Presença online
Redes sociais

Ação e Conversão

Estratégia de conversão para você atingir as metas de aquisição de novos leads (potenciais clientes) e vendas online ou offline.
Jornada de compra do cliente
Marketing de conteúdo
Automação de marketing
Merchandising e personalização
Taxa de conversão
Prova social

Engajamento

Estratégia para continuar vendendo para clientes que já compraram de você e crescimento na promoção de seu negócio por esses clientes e fãs.
Customer Onboarding
Experiência do cliente
Estratégia para contatos
Suporte ao cliente
Big Data
Relacionamento com o cliente

Concluindo...

Como vimos, o marketing digital é sobre a utilização de tecnologia digital para alcançar objetivos de marketing de um negócio como um todo. Não há necessidade nem motivos para separar o marketing digital do seu negócio do departamento de marketing como um todo, já que os objetivos de ambos são os mesmos. Na verdade, um complementa e potencializa o outro e os dois devem caminhar lado a lado. No entanto, continua sendo um termo útil, porque o marketing digital requer um certo conjunto de habilidades específicas que utiliza a tecnologia digital de forma eficaz.

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós! Ajude outras pessoas também compartilhando esse conteúdo com elas. E se você que ficar sempre sabendo das novidades do mundo do marketing digital, siga nossa fanpage no Facebook.

 

Compartilhe!
03 nov 2018

6 dicas para planejar sua estratégia nas redes sociais em 2019

6 dicas para planejar sua estratégia nas redes sociais em 2019
Compartilhe!

Você já está se planejando para atuar nas redes sociais em 2019? Se ainda não, você está ficando para trás e esse artigo é justamente para te ajudar a começar seu planejamento nas redes sociais. São algumas dicas valiosas que podem ser usadas a seu favor para ter resultados ainda melhores em 2019.

Com o fim do ano de 2018 se aproximando, muitos empreendedores e marcas de todos os tamanhos já estão planejando seus orçamentos e estratégias para 2019. A parte divertida do marketing para redes sociais é que as coisas estão sempre mudando e há sempre algo novo para testar e inovar.

No entanto, ao pensar em todas as possibilidades disponíveis nas várias redes sociais existentes, todos os profissionais que já têm essa presença online também precisam ser muito realistas. Então, quando você planejar a atuação do seu negócio online em 2019, pergunte-se primeiro: "Para onde eu quero que minha marca vá?" e "Como vou chegar lá?".

Para ajudar você a "chegar lá" no próximo ano, nós adaptamos e compartilhamos algumas dicas valiosas da equipe de marketing de redes sociais da agência norte americana THAT que identificou 6 passos de sucesso para planejar sua estratégia nas redes sociais em 2019. Acredite, são ajustes muitos simples, mas que fazem toda a diferença! Então, vamos a eles.

 

1. Audite sua estratégia de conteúdo nas redes sociais.

Em primeiro lugar, você deve auditar sua estratégia de conteúdo nas redes sociais. Isso quer dizer que você deve passar por todo o conteúdo que você publicou ao longo do ano de 2018 e descobrir o que gerou mais engajamento com a sua audiência e o que não deu tão certo assim.

Audite sua estratégia de conteúdo nas redes sociais

Lembre-se, nem só de curtidas sobrevive um negócio online, portanto, avalie tudo e principalmente qual foi o retorno em vendas ou objetivos específicos do seu negócio online que essas publicações feitas em 2018 te trouxeram. É provável que você colete muitos dados nesse caminho, portanto, convém implementar um processo de avaliação. Comece classificando seu conteúdo em intervalos de tempo e, em seguida, compare o desempenho de cada "grupo" um contra o outro.

Caso você não tenha a mínima ideia de como fazer isso nas suas redes sociais, não se preocupe. Separamos aqui algumas ferramentas online que com certeza irão te ajudar. Existem diversas plataformas disponíveis no mercado que fazem a análise das suas páginas nas diversas redes sociais.

Facebook Insights

Você que tem uma página da sua empresa no Facebook, muito provavelmente já ouviu falar do Facebook Insights. Essa ferramenta do próprio Facebook te fornece diversas informações muito interessantes sobre a sua audiência em sua fanpage, como por exemplo a distribuição dos seus fãs por localização (estado/cidade), faixa etária e gênero. Além dessas e outras informações você também consegue visualizar os alcances que suas publicações tiveram, tanto publicações orgânicas como publicações que você patrocinou/impulsionou através do Facebook. Veja também a e evolução das curtidas em sua fanpage.

Hootsuite

Essa sem dúvidas é uma das ferramentas de monitoramento mais famosas do mundo. O Hootsuite cobre as principais redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn e Google+) e oferece um plano gratuito que permite monitorar até três redes sociais simultaneamente, entre outras funcionalidades como relatórios semanais e agendamento de posts.

Buffer

Não menos famoso, o Buffer é uma plataforma que oferece diversas funcionalidades. Nela você consegue agendar seus posts e identificar os melhores horários para realizar suas postagens em cada rede social de acordo com o perfil da sua audiência. A versão gratuita dessa ferramenta te permite monitorar uma conta por rede social. Muito útil para quem trabalha com o Facebook, Twitter, Google + e LinkedIn.

MLabs

A MLabs é uma plataforma brasileira, portanto, as cobranças são realizadas em real e é de longe a melhor opção para pequenos e médios negócios, olhando para uma perspectiva de custo/benefício da ferramenta. Mas a plataforma conta em sua cartela de cliente com empresas de grande porte também como Jose Cuervo e Pullman.

Com a Mlabs você pode programar as postagens para o Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn, Youtube e Pinterest. Um diferencial importante de ser levado em consideração é a capacidade de responder aos directs do Instagram e ao inbox do Facebook dentro da própria ferramenta MLabs. Ela ainda permite a produção de posts em imagem, vídeo, gif, textos e links. Você tem ainda a possibilidade de criar um grupo de hashtags e assinaturas para as publicações.

Não há planos gratuitos, porém, existem opções de planos personalizados que são adaptados de acordo com a sua necessidade. Nela você encontra o plano anual que te permite ter acesso às análises e agendamento de conteúdo em sua fanpage no valor é de R$12,90/mês. Confira abaixo o vídeo dessa plataforma:

Lembre-se de que os objetivos da sua auditoria de estratégia de conteúdo são:

  • Continue publicando o conteúdo que gera mais impressões e engajamento;
  • Refine o conteúdo que não está atingindo tanto suas expectativas nas redes sociais.

Muitas vezes, a percepção de que tipo de conteúdo “funciona” é diferente da realidade. Às vezes, pode-se pensar que um gráfico personalizado altamente estilizado e lindo funcionará melhor do que quando os dados mostrarem que uma simples imagem com pessoas em uma situação contextualmente relevante apresenta um desempenho melhor.

Mantenha a mente aberta e confie no que os dados revelam sobre seu conteúdo e sua estratégia.

 

2. Analise sua estratégia anúncios patrocinados nas redes sociais.

Em seguida, você precisa voltar sua atenção para sua estratégia de publicidade que foram patrocinadas por você nas redes sociais e realizar uma auditoria por essa perspectiva também.

Analise sua estratégia anúncios patrocinados nas redes sociais

Comece analisando todos os seus investimentos em publicações pagas tendo como foco os resultados que você conseguiu. Leve em consideração o custo por resultado, o custo por impressão e o número de conversões, ou seja, ações da sua audiência que levaram para um determinado objetivo estabelecido previamente por você. Use alguns indicadores-chave de desempenho (KPIs) diferentes para estabelecer uma ideia mais precisa do impacto de seus anúncios e campanhas.

Se seu negócio online atua com uma estrutura de campanha mensal, você deve avaliar os resultados das campanhas entre si, o desempenho de cada conjunto de anúncios e os anúncios em cada campanha. Essa auditoria específica pode se tornar muito pesada, mas permitirá que você entenda quais tipos de segmentação estão funcionando da melhor maneira possível, além de compreender o verdadeiro desempenho da peça criativa do anúncio.

Uma coisa a ter em mente quando se trata do lado da publicidade paga nas redes sociais é que você precisa decidir exatamente o que é sucesso nas redes sociais para você.

Por exemplo, o que é melhor para seu negócio? Uma campanha do Facebook que está direcionando tráfego para seu site por R$ 0,25 por clique, mas não está convertendo em nada (nenhuma venda, nenhum cadastro feito em seu site, nenhum download) ou uma campanha que gera tráfego por R$ 0,75 por clique, mas gera conversões? Você precisa definir o sucesso antes de poder otimizar.

E uma dica rápida aqui - a menos que você esteja trabalhando com o Pixel do Facebook, as conversões provavelmente serão atribuídas por último clique, o que significa que a última ação realizada antes da conversão é que estará sendo contada. O que eu quero dizer é que uma pessoa pode clicar sobre o seu anúncio no Facebook ou Instagram, ser levada para seu site, mas não concluir uma determinada ação esperada como uma venda, assistir a mais de 30% de vídeo, fazer o download de um E-Book.

Lembre-se de manter isso em mente ao fazer sua auditoria de anúncios patrocinados nas redes sociais e ao planejar sua estratégia para redes sociais em 2019.

Caso você não tenha a menor ideia de como fazer isso ou se tem muitas dúvidas sobre a qualidade de suas campanhas, procure sempre um por especialistas no assunto. Com certeza é mais valioso investir em algo da forma correta do que ficar perdendo tempo e dinheiro arriscando tentativas e resultados mágicos.

Converse com um especialista
em redes sociais para negócios.

Você pode agendar uma reunião online
gratuita com um especialista.

3. Invista na criação de conteúdo específico para rede social.

Agora que você já analisou sua estratégia de conteúdo para redes sociais e suas campanhas de anúncios patrocinados, provavelmente verá algumas oportunidades para melhorar o conteúdo usado em suas postagens nas redes e no criativo (as imagens) dos anúncios. É altamente recomendável que empreendedores autônomos e empresas invistam na criação de conteúdo específico para as redes sociais em 2019. É importante saber que cada rede tem um jeito melhor apropriado para a criação desse conteúdo. Sendo assim, quanto mais específico for sua abordagem em seus posts respeitando as características de cada rede social, melhores serão seus resultados.

Invista na criação de conteúdo específico para rede social.

Realizar sessões de fotos, gravações de vídeo e criar gráficos divertidos são boas tendências de postagens em 2019. A chave aqui é tirar as lições aprendidas de suas análises e aplicá-las para produzir mais do que funciona melhor no seu negócio.

Sabemos que nem todos têm um grande orçamento para a produção e gestão dessa quantidade de conteúdo em seus negócios, em muitos casos são profissionais autônomos responsáveis por cuidar de todas as áreas de sua empresa. Se você se vê nessa parte do texto, não desanime! Justamente por esse motivo você deve se planejar e organizar tudo com antecedência para atuar de forma competitiva e com qualidade igual aos grandões. Uma dica é a reutilização do conteúdo já criado por você. Se você precisar republicar o conteúdo ano após ano, faça! Com alguns simples ajustes você também pode repaginar esses conteúdos já criados. No entanto, se você puder definir algum orçamento para criar corretamente novos tipos de conteúdo, não deixe de fazer. Especialmente na produção de vídeos.

 

4. Influenciadores corretos são grandes parceiros!

Assim como qualquer outra tendência de marketing digital, o marketing de influenciadores provavelmente se transformará em algo diferente, e atualmente já faz bastante barulho no bom sentido. A parceria com influenciadores digitais pode ser uma grande sacada dentro do seu negócio, contanto que você defina claramente suas expectativas, descreva os resultados e avalie cuidadosamente aqueles com quem você pode fazer uma boa parceria.

Influenciadores corretos são grandes parceiros

Agora que, literalmente, qualquer pessoa pode construir uma plataforma e uma marca pessoal online, existem muitos indivíduos irreais afirmando serem influenciadores digitais e buscando uma compensação considerável para parcerias, apesar de não terem dados de desempenho tangíveis. Cuidado nessa parte para não se apaixonar pelo conceito de "influenciadores". Foque sua atenção nas razões táticas pelas quais eles são relevantes.

Conecte-se a influenciadores que são de fato relevantes para seu negócio. Analise os tipos de conteúdo que eles publicam e avalie quanto envolvimento seu trabalho gera através dos vários canais na internet. Dependendo da plataforma (e da disposição para transparência), você também pode solicitar capturas de tela das análises que qualquer influenciador afirma ter.

Definitivamente, inclua influenciadores em sua estratégia de mídia social em 2019. No entanto, faça isso por uma razão estratégica, não apenas porque o marketing de influência é uma nova tendência nas redes.

 

5. Benchmark – Fique de olho na concorrência.

Ficar de olho em sua concorrência para conseguir alguns insights e inspiração é sempre uma boa. Você definitivamente deve incluir no seu planejamento de estratégias para 2019 a análise das empresas ou pessoas que atuam no mesmo mercado que o seu.

O que seus concorrentes andam fazendo de melhor? Você pode “pegar emprestado” algumas ideias deles e aperfeiçoá-las ou adaptá-las para sua realidade? Analisar seus concorrentes no mercado pode ser um ótimo exercício que revela novas oportunidades para você.

Benchmark – Fique de olho na concorrência

Uma grande advertência nesse ponto é que nós nunca sabemos realmente que tipo de estratégia nossos concorrentes estão executando, ou quanto orçamento eles estão investindo por trás de cada coisas. Tenha cuidado para não errar ao agir com base em informações incompletas. Em vez disso, dê uma olhada no que eles estão fazendo, determine onde você se encaixa e decida onde pode melhorar.

A competição é saudável, só não pare muito nessa questão. Afinal de contas, você tem que se concentrar em sua própria estratégia de marketing para suas redes sociais.

 

6. Teste novas tecnologias.

Por último, e não menos importante, acompanhe e teste sempre novas tecnologias em sua estratégia de redes sociais em 2019. Mas tenha cuidado novamente nessa parte.

Teste novas tecnologias

Eu digo "tenha cuidado", porque sempre há novas tendências aparecendo a todo momento, mas nem todas elas se aplicam ao seu tipo de negócio ou estão prontas para o uso correto.

Se você chegou a este blog esperando por referências a chatbots ou IA (inteligência artificial), desculpe desapontar. Esses são dois exemplos das tecnologias das quais estou falando quando aconselho que você tenha cuidado. Se sua organização é menor e não há muitos recursos extras disponíveis para testar esses “novos brinquedos”, você acabará perdendo dinheiro com algo que provavelmente não te traga tantos benefícios nesse momento. Novamente analise e veja se realmente você precisa dessas tecnologias nesse momento em seu negócio ou se existem coisas para serem feitas e criadas primeiro.

Mas não tire o olho dessas novas tecnologias, acompanhe e veja a evolução delas e do seu negócio, e seja muito realista e sincero com você mesmo sobre onde elas se encaixam em seu plano. Seria uma coisa terrível para sua estratégia nas redes sociais de 2019 se você investisse em algo que não gerasse os resultados que você esperava porque estava gastando a maior parte do tempo tentando fazer com que seu chatbot retornasse a resposta correta.

Se você puder integrar esses novos recursos de uma maneira segura, ótimo, mas se não, mantenha-se atento a eles e revise-os mais adiante quando os recursos estiverem mais desenvolvidos.

Bem, agora que você já sabe como planejar sua estratégia de redes sociais em 2019, chegou a hora de começar a colocar tudo em prática. Afinal de contas, 2019 já começou para nós!

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
02 nov 2018

Como criar uma fanpage no Facebook em 8 etapas fáceis

Como criar uma fanpage no Facebook em 8 etapas fáceis
Compartilhe!

Você já sabe que precisa de uma fanpage no Facebook. É indispensável que seu negócio faça parte da maior rede social do mundo, onde existem centenas de possibilidades de encontrar potenciais clientes para seu negócio e se relacionar com eles mostrando a sua marca através de produtos e serviços que você oferece.

Atualmente existem mais de dois bilhões de usuários ativos do Facebook por mês, o que torna o Facebook uma plataforma impossível de ser ignorada por qualquer empresa que pense em ter relevância e presença online.

O fato é que estar o Facebook torna mais fácil para as pessoas descobrirem e interagirem com sua marca online.

Pensando nisso e sabendo que muitos empreendedores e empresas físicas ainda não exploram essas incríveis possibilidades nessa rede social, preparamos esse guia para criar uma página comercial no Facebook. Siga estas etapas e você terá sua página em funcionamento em alguns minutos de leitura e dedicação!

 

Como configurar uma fanpage no Facebook para o seu negócio

Etapa 1: Inscreva-se

Vá para facebook.com/business e clique em “Crie uma Página” no canto superior direito.

 

botão para criar nova página

Você será recebido com várias opções de tipo de negócios, incluindo empresa ou comércio local, marca ou produto, causa ou comunidade. Selecione o tipo de empresa que mais se parece com o seu objetivo no Facebook. Se seu tipo de negócio se encaixa em mais de uma das opções de categoria, escolha aquela em que seus clientes provavelmente pensarão quando pensarem em sua empresa.

 

Criar uma página

 

Aqui temos algumas informações para te ajudar a escolher a melhor opção para seu tipo de negócio:

Negócio ou marcas.

Para você que está criando a fanpage de uma loja, escritório, clínica, restaurante, ou seja, um negócio físico. Esta opção também vale para fanpage direcionada a organizações e instituições, independente do porte do negócio.

Além disso, se você está querendo criar uma página especial para a divulgação de um produto de sua marca, essa também será a categoria ideal a ser escolhida, como por exemplo uma fanpage para a loção corporal florida da MaryKay.

Comunidade ou figura pública

Essa opção o próprio nome já diz por si só, não é mesmo? A melhor escolha para fanpages ligados ao entretenimento (casas noturnas, casa de shows, bares, salas de cinema, teatros), artistas, bandas, causa ou comunidade ligadas a organizações não governamentais (ONGs).

Nome da fanpage e Categoria do seu negócio

Ao escolher um tipo de negócio, uma caixa será aberta solicitando mais alguns detalhes, como o nome da sua empresa e sua categoria de página. As categorias são basicamente subtipos na categoria de empresa maior que você já escolheu. Quando você começar a digitar no campo "Categoria", verá uma lista de possíveis opções de categoria que o Facebook já oferece para você para escolher. Novamente, pense em como seus clientes se lembram da sua marca ou como você gostaria de ser visto no Facebook. A sequencia desse passo até a sua conclusão é bem intuitiva. Siga em frente sem erros preenchendo todos os dados solicitados!

 

Categoria da página

 

Pronto! Incrível como é tão simples. Você terminou de criar a fanpage para seu negócio, mas ainda existem alguns passos muito importantes para que ela fique profissional. Então vamos a eles.

 

Etapa 2. Adicionar Imagens

Em seguida, você deve incluir uma imagem para o perfil e outra para a capa da sua página no Facebook. É importante criar uma boa primeira impressão visual, portanto, escolha sabiamente aqui. Certifique-se de que as fotos escolhidas estejam alinhadas com o que a sua marca representa e que sejam de fácil identificação pelo seu público.

Primeiro carregue sua imagem de perfil (o quadro menor no topo da sua fanpage). Esta imagem acompanha o nome da sua empresa nos resultados de pesquisa, quando você interage com os usuários, e também aparece no canto superior esquerdo da sua Página do Facebook.

 

Foto do perfil e capa da página

 

A foto do seu perfil aparecerá como um quadrado na sua página do Facebook, mas será recortada e exibida em forma de um círculo em seus anúncios e postagens, por isso, não coloque detalhes nos cantos da imagem de perfil. Depois de escolher uma boa imagem, faça o upload da foto do perfil.

 

post do facebook

 

Agora é hora de escolher sua imagem de capa, a imagem mais proeminente na sua página comercial do Facebook. Essa imagem deve capturar a essência de sua marca e transmitir sua personalidade de marca. Ela será exibida no tamanho de 820 x 312 pixels nos computadores e notebooks ou até 640 x 360 pixels nos celulares. A imagem deve ter pelo menos 400 pixels de largura e 150 de altura. Mas procure ajustar sempre para o tamanho máximo oferecido que é de 820 x 312 pixels. Caso não tenha sucesso na escolha ou criação de boas imagens para seu fanpage, procure sempre a ajuda de um profissional da área. Ele poderá te orientar como também poderá criar essas imagens da forma correta para você. Clique aqui para falar com um especialista no assunto.

 

Etapa 3: Explore sua nova página

Ta-dã! Sua página está viva, embora ainda seja extremamente vazia. Neste ponto, você será solicitado a dar uma olhada rápida em alguns recursos que o Facebook oferece para você melhorar ainda mais sua fanpage. A menos que você já conheça bem como as Páginas de negócios do Facebook funcionam, recomendamos clicar nas dicas que o Facebook irá te apresentar, apenas para saber onde está tudo. Leva apenas alguns segundos.

 

dicas do facebook

 

É claro que, embora o esqueleto da Página do Facebook para o seu negócio esteja pronto, você ainda tem algum trabalho a fazer antes de compartilhar com seu público.

 

Etapa 4: Adicione uma breve descrição

Esta é uma boa oportunidade de contar para as pessoas sobre seu negócio. Deve ser em apenas algumas palavras (no máximo de 155 caracteres), por isso aproveite bem esse espaço. Clique em Adicionar uma breve descrição e compartilhe o que seus clientes precisam saber da forma mais clara possível. Você pode alterar esse texto mais tarde sempre que achar necessário.

 

Descrição da fanpage

Clique em "Salvar" quando terminar.

 

Etapa 5: Crie seu nome de usuário

Seu nome de usuário, também chamado de seu URL personalizado, é como você dirá às pessoas onde encontrá-lo no Facebook. Seu nome de usuário pode ter até 50 caracteres, mas não use caracteres extras só porque você pode. Você quer que seja fácil de digitar e fácil de lembrar. O nome da sua empresa ou alguma variação óbvia dela é uma aposta segura.

Clique em Criar um nome de usuário para sua página para configurar seu URL personalizado. Quando terminar, uma caixa aparecerá mostrando os links que as pessoas podem usar para se conectar com sua empresa no Facebook e Facebook Messenger.

Clique em "OK" para continuar preenchendo os detalhes da sua página do Facebook para empresas.

 

Passo 6: Complete sua seção sobre

Embora você possa ficar tentado a deixar os detalhes para mais tarde, é importante preencher todos os campos na seção Sobre da página do Facebook desde o início. Como o Facebook é muitas vezes o primeiro lugar onde um cliente vai buscar informações sobre você, ter o máximo de informações sobre seu negócio em sua fanpage é extremamente importante. Se alguém estiver procurando uma empresa que esteja ofereça serviços de marketing digital e que funcione online todos os dias, mas não consiga encontrar essas informações na sua página oficial, certamente elas continuarão procurando até encontrar outra empresa que esteja mais acessível por exemplo.

Para começar, clique em “Sobre” no menu à esquerda da sua Página do Facebook.

A partir desta tela, você pode adicionar ou editar os detalhes específicos da sua empresa, como sua data de início, informações de contato e outras contas sociais. Dependendo do seu tipo de negócio, você pode adicionar detalhes específicos, como um menu ou informações sobre sua faixa de preço.

 

Sobre

 

Esta é também a tela onde você pode adicionar uma descrição mais longa do seu negócio. Clique em “Conte às pessoas sobre o seu negócio” no lado direito da fanpage para fornecer uma descrição detalhada do que sua empresa oferece aos clientes e por que eles devem curtir ou seguir sua página. Esse é um ótimo lugar para definir expectativas sobre como você interage com os fãs por meio de sua Página do Facebook para fins comerciais e para oferecer um motivo atraente para eles interagirem com você online.

Para especificar o horário de funcionamento da sua empresa, clique em “Editar informações da Página” no canto superior direito da tela.

 

Localização

 

Passo 7. Crie seu primeiro post

Antes de começar a convidar as pessoas para curtirem a Página do Facebook para sua empresa, convém compartilhar alguns conteúdos valiosos para que elas não encontrem uma página vazia. Você pode criar algumas de suas próprias postagens ou compartilhar conteúdo relevante de outras páginas que são referência dentro do seu tipo de mercado (blogs, outras fanpages do Facebook, sites especializados, vídeos do YouTube).

Você também pode criar um tipo de postagem mais específica, como um evento ou uma oferta de produto. Basta clicar nas guias na parte superior da caixa de status.

 

facebook post

 

Certifique-se de que a sua publicação ofereça valor para seus visitantes quando eles chegarem à sua página no Facebook, assim você aumentará a sua chance de trazer essas pessoas para perto da sua empresa ganhando novos seguidores e consequentemente mais relevância e engajamento para sua marca.

Etapa 8: Comece a divulgar!

Agora sim, você está pronto para divulgar sua nova fanpage do Facebook. Convide familiares e amigos para curtir a página, essa é sua primeira audiência. Use outros canais, como o seu site e Twitter para promovê-la. Adicione chamadas de "siga-nos" em seus materiais promocionais e / ou assinatura de e-mail. Se você se sentir confortável com isso, poderá até mesmo pedir a seus clientes seguirem sua fanpage no Facebook.

 Como otimizar sua página no Facebook

Agora que você tem as noções básicas de como configurar corretamente uma página comercial no Facebook, é hora de pensar em maneiras de otimizar sua página para maximizar o envolvimento com sua audiência e atingir suas metas de marketing do Facebook.

Converse com um especialista
em redes sociais para negócios.

Você pode agendar uma reunião online
gratuita com um especialista.

Adicione um botão CTA – Call to Action

Existem centenas de motivos pelos quais as pessoas visitam sua página e você pode não conseguir fornecer todas as informações necessárias diretamente através de sua fanpage no Facebook. Mas você pode levar sua audiência para outros lugares como o seu site por exemplo, e oferece muito mais detalhes sobre seus produtos e serviços. Basta adicionar um botão de call-to-action (CTA) corretamente de acordo com seu objetivo.

Por padrão, o Facebook oferece para página comerciais o botão “Enviar Mensagem” que fica no canto direito da sua página logo abaixo da capa. Esse botão serve para incentivar os visitantes a entrar em contato com você através do Facebook Messenger. Mas você pode alterar esse botão para outras chamadas como por exemplo, para permitir que os visitantes saibam mais sobre sua empresa, comprem, façam o download do seu aplicativo ou reservem um horário com você.

Para personalizar o seu CTA, passe o mouse sobre o botão “Enviar mensagem” na sua página do Facebook e selecione “Editar botão”. Escolha o tipo de botão desejado e selecione a mensagem específica a ser exibida no botão.

 

CTA Facebook

 

Dependendo do botão escolhido, talvez seja solicitado que você selecione algumas opções adicionais. Quando estiver pronto, clique em “Concluir” e seu botão de chamada para ação - CTA estará funcionando.

Adicionar uma postagem marcada

Há informações importantes que você deseja que todos os visitantes da sua página vejam ao chegarem nela? Uma promoção que você não quer que eles percam? Um conteúdo de alto desempenho que você deseja exibir? O Facebook permite que você coloque um post fixo para ser exibido sempre no topo de suas publicações.

Uma postagem fixa fica no topo da sua página do Facebook, logo abaixo da imagem da capa, por isso é um ótimo lugar para colocar um item que chama a atenção e que atrairá seus visitantes.

Comece escrevendo uma postagem normal ou navegando pelo feed para encontrar uma postagem existente que você queira colocar no topo da sua página. Clique nos três pontos no canto superior direito da postagem e, em seguida, clique em “Fixar no topo da página”.

 

Fixar post no topo da página

 

Curta outras páginas

Como o Facebook é, afinal de contas, uma rede social, é uma boa ideia usar sua Página para criar uma comunidade para sua empresa, em vez de visualizá-la simplesmente como uma extensão de sua presença online. Uma boa forma de construir uma comunidade é apresentar outras Páginas relevantes para o seu negócio.

Por exemplo, se você administra uma loja em uma área de compras popular ou shopping, você pode incluir outras lojas na mesma área, como uma versão online do seu local. Se você tem um negócio virtual, pode destacar outras empresas do seu setor que possam agregar valor adicional aos seus seguidores sem competir diretamente com seus produtos.

Veja como isso se parece na prática na página da uWork no Facebook:

 

Páginas curtidas

 

Para apresentar uma página do Facebook na sua seção Páginas de curtidas, clique no ícone de três pontinhos abaixo da foto de capa da página que deseja e clique em “Curtir como sua página”. Se você tiver mais de uma página comercial do Facebook, escolha a que deseja usar para curtir a página da outra empresa e, em seguida, clique em “Enviar”.

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
31 out 2018

8 maneiras de melhorar seu site para seus clientes

8 maneiras de melhorar seu site para seus clientes
Compartilhe!

Os sites evoluíram para algo muito mais do que apenas texto e informações em uma página. Com a evolução da internet e meios de comunicação, os sites deixaram há muitos anos atrás, de ser somente um meio de publicação de conteúdo e passaram a ser também um local muito mais colaborativo, onde seu público alvo interage com ele e se relaciona diretamente com seu empresa, podendo ter uma boa ou uma má experiência e impressão do seu negócio.

Os usuários de hoje esperam que seu site os entretenha, ofereça qualidade, seja rápido, adaptado para ser visualizado nos celulares e ofereça uma experiência geral intuitiva e confortável. Tudo, desde a estética do seu site até o posicionamento dos seus CTAs (Call-to-Action: chamadas para algum tipo de ação do seu usuário para algum objetivo do seu site), pode afetar o tempo que os visitantes permanecem na sua página. Felizmente, existem algumas ações que podem ser tomadas dentro do seu site para conseguir atingir essas metas e tornar o seu site muito mais fácil de usar.

Neste artigo, mostrarei oito ideias para você começar a tornar seu site mais fácil de usar. Conforme você for lendo, tente visualizar cada etapa sendo aplicada em seu site. Sinta-se livre para adaptá-las conforme a sua necessidade. Vamos lá!

 

1. Ouça seus usuários.

Tudo o que você faz em seu negócio no mundo online deve ser pensando sempre na sua audiência. Pense em perguntas do tipo “Se eu fosse o cliente, o que eu gostaria de ver nesse site? Qual conteúdo atende mais rápido a minha necessidade? Afinal de contas eu estou com pressa e não tenho muito tempo pra ficar procurando coisas nesse site.”

Na correria do dia a dia, muitas coisas tiram a atenção das pessoas, e quando se trata do mundo online, isso acontece de forma muito mais fácil. Portanto, tente facilitar a vida dos seus clientes! Saber a resposta para essas perguntas não deve ser algo intuitivo. Ao invés de achar o que seus clientes gostam ou querem que você melhore, seja mais prático e assertivo.

Reserve um tempo para perguntar a seus visitantes regulares o que eles gostariam de ver em sua página. Receber informações diretamente de seu público-alvo permitirá que você descubra elementos ausentes que talvez você não veja por conta própria. Os usuários geralmente sabem exatamente do que não gostam em um site. É seu trabalho levar esses comentários e transformá-los em pontos positivos para seu negócio, corrigindo todos os recursos que seus visitantes não gostam.

Quando você coloca o usuário no centro do seu design e conteúdo, seu site se tornará automaticamente mais fácil de usar. Alguns anos atrás, a ESPN.com pediu informações de seus visitantes regulares sobre o que eles deveriam adicionar ao redesenho de sua página inicial. Eles ouviram, adicionaram muitos dos elementos mencionados e viram um aumento de 35% na receita. Observe como os elementos de design que os usuários mais gostariam de ter.

 

espn.com

 

2. Site mais rápido!

Os usuários de internet esperam que seu site seja carregado na velocidade da luz, mesmo em dispositivos móveis. Cerca de metade deles esperam que um site carregue em dois segundos, caso contrário, abandonam um que não carregue após esse tempo. A velocidade realmente importa quando se trata de manter os visitantes em seu site para que eles possam ver se querem ver seu conteúdo e posteriormente fazer negócios com você.

Existem algumas ferramentas que permitem verificar a velocidade do seu site, incluindo o Pingdom e o Page Speed ​​Insights do Google. Esses sites também oferecem dicas sobre como acelerar seu site. Duas coisas simples que você pode fazer para começar são verificar a velocidade do seu servidor e otimizar as imagens.

Existem diversas técnicas para melhorar a velocidade do seu site. Se você não souber como fazer isso, procure ajuda de um especialista. Caso, queira falar com um especialista nesse assunto, clique aqui e agende uma reunião online gratuita com um especialista. Ele irá analisar seu site e lhe dizer o que pode ser feito para melhora!

 

3. Fornecer informações detalhadas.

Quando um visitante do site acessa sua página, ele deseja obter as informações necessárias para tomar uma decisão informada sobre seu produto ou serviço. Provavelmente ele já fez uma pesquisa no Google ou nos mecanismos de busca de internet sobre o assunto ou viu algum anúncio seu na internet para chegar até seu site – SAIBA COMO ANUNCIAR NA INTERNET. Se o visitante tiver que procurar demais por essa informação em seu site, pode presumir que você está escondendo alguma coisa ou ficar frustrado e sair para o site de um concorrente. Lembre-se, você tem somente alguns segundos da atenção dele. Quanto mais detalhado e acessível você exibir as informações sobre o que você tem a oferecer, melhor para todos.

Veja o guia de compras da Medical Guardian. Eles entendem que alguém procurando um dispositivo de monitoramento médico provavelmente tem preocupações sobre a eficácia do dispositivo. Afinal, você está colocando a vida do seu amado em suas mãos. Eles fornecem um guia de compra detalhado para seus clientes, que responde a quaisquer dúvidas que o consumidor possa ter, incluindo o custo de um sistema de alerta médico, o suporte, as certificações do centro de monitoramento e até mesmo como a instalação funciona.

 

medical-guardian

4. Torne a navegação intuitiva.

Quando um visitante acessa um site, ele geralmente procura o menu de navegação para se orientar dentro da página. O menu de navegação é essencial porque acompanha o visitante do site durante toda a sua jornada dentro do site e serve como uma ferramenta para voltar à páginas anteriores.

Ao mesmo tempo, você precisa limitar o número de itens em seu menu de navegação para que ele não fique excessivamente volumoso. Isso vai acabar causando um efeito contrário e confundindo mais a vida do seu usuário do que ajudando. Você também deve colocá-lo no mesmo local em todas as páginas. Periodicamente, realize alguns testes A / B com seu menu, tentando posições ligeiramente diferentes, organização de guias e até mesmo redação e veja de fato o que melhor funciona para seu público. Novamente, o seu público é quem dirá por meio da navegação ou pesquisas o que é melhor para eles.

 

5. Cuidado com as cores

Escolha as cores para o seu site com cuidado. Você precisa de um equilíbrio perfeito entre beleza e clareza. Não apenas sua paleta de cores precisa fazer sentido de acordo com seu negócio, mas o contraste entre o fundo e o texto precisa ser suficiente para que o visitante possa ler o texto com facilidade e não sobrecarregar os olhos.

Veja as cores fortes que o Museu Van Gogh usa em seu site. O pop de vermelho e as cores vibrantes na pintura usada para o fundo chamam a atenção do usuário. Como o negócio aqui é arte, o site pode ser um pouco mais criativo nas cores que usam, combinando cores diferentemente do que um tipo negócio mais conservador, como o setor bancário, clínica, escritório de advocacia, provavelmente não usaria. Essa combinação funciona bem para este público que é bem específico. Embora o texto branco no plano de fundo parcial não funcione bem, o restante do site está é harmônico.

Sites como o Coolors, Adobe Color e o Colourlovers, podem te ajudar na combinação ideal para as cores do seu site. Mas se você quer realmente tornar seu site agradável aos olhos de todos, procure o apoio de um especialista no assunto, no caso, um web designer. Esse profissional tem um conhecimento muito mais profundo e que realmente irá gerar um ótimo resultado para você. Para falar com um especialista em design para web, clique aqui.

 

Museu-Van-Gogh

 

6. Melhore o layout do seu site

Tenha em mente que muitos usuários agora acessam sites por meio de celulares e tablets. Cerca de 80% dos usuários da Internet possuem um smartphone e estão gastando cada vez mais tempo acessando a internet através de seus celulares, especialmente pela mobilidade e porque os custos de dados diminuem e os dados ilimitados são o padrão.

Com isso em mente, ter um layout responsivo (que é desenvolvido para dispositivos móveis) se torna ainda mais crítico. Seu site fica bem em computadores e dispositivos móveis? Não necessariamente tem que ser igual. Afinal de contas, a experiência de um usuário de computador é diferente da experiência de um usuário de celular. É mais importante que os usuários de dispositivos móveis possam ver as coisas sem precisar ficar se virando para navegar no seu site. Facilite a vida deles!

 

7. Preste atenção aos CTAs (Call-To-Action)

CTA é um acrônimo para Calls-To-Action, o que significa a “chamada à uma ação”. Ou seja, são links ou funções de uma página que levam os usuários a realizar ações. Os tipos de CTAs variam de página para página e podem ser links de navegação, links para compras, links para formulários de inscrição, etc. Você tem fortes Calls-To-Action (CTAs) em suas páginas em locais que fazem sentido? Os visitantes do site que decidirem comprar ou se inscrever em sua lista de e-mails querem saber como dar o próximo passo. Simplifique isso usando um CTA forte e fácil de localizar.

Veja como a uWork, agência de marketing digital, decidiu utilizar seus botões de CTA. Eles consideram tanto uma cor amarela que irá aparecer em segundo plano quanto até mesmo o texto do CTA, que simplesmente diz “Quero agendar uma consultoria grátis”. Eles também escolheram colocar o botão do CTA acima do menu de navegação principal de seu site. Isso permite que o usuário encontre o botão a partir do momento em que ele chega na página.

 

uwork

 

8. Aprimore sua página de contato.

Se você não tem uma maneira direta para que os consumidores entrem em contato com você, corre o risco de perder a confiança daqueles que acessam sua página. Cerca de 51% das pessoas afirmam que as informações de contato completas são algo que muitos sites estão falhando. Se o seu contato for simplesmente um e-mail, considere reforçar essas informações.

Quanto mais maneiras você permitir que um usuário entre em contato com você, melhor. Considere adicionar um número gratuito, uma opção de bate-papo ao vivo, uma base de conhecimento ou um fórum de usuários. Todos esses fatores agregam credibilidade ao seu site.

 

Lembre-se. Seu site deve ser fácil de usar.

Essas oito coisas tornarão seu site mais fácil e melhor para seus clientes, mas a chave para um site com boa experiência de usuário é fazer melhorias de maneira consistente. Nunca pare e sempre vá em busca de ajuda para melhorar. Reserve um tempo para perguntar a seus clientes quais melhorias em seu site poderiam ser feitas os ajudarem. Lembre-se de que as ferramentas úteis para um site de comércio eletrônico serão diferentes daquelas úteis para um blog.

Teste tudo e tente ver o seu site através dos olhos do seu público-alvo. Assim, seu site se tornará mais fácil de usar e, potencialmente, levará a mais vendas ou novos clientes.

Existe alguma experiência do usuário que você deve ter em mente ou alguma informação que não ficou muito clara? Conte sobre isso nos comentários ou entre em contato com a gente para saber mais. Bom trabalho!

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Tenha seu site em até 30 dias
com design moderno, atraente e fácil de usar.

Nossos sites são desenvolvidos para serem responsivos.
Smatphones, tablets e computadores...
Você sempre aparece para seu público!

Compartilhe!
30 out 2018

Guia de marketing digital para pequenos negócios

Guia de marketing digital para pequenos negócios
Compartilhe!

Guia de marketing digital para pequenos negócios

Como proprietário de uma pequena empresa, seja qual for seu nicho de mercado, você provavelmente ficará sobrecarregado com inúmeras responsabilidades todos os dias. Quer se trate de vendas, contabilidade ou apenas gerenciar as operações do dia-a-dia, acompanhar o fluxo contínuo de trabalho pode ser desgastante. Devido a momentos de crises passageiras e dessa quantidade enorme de atividades, um aspecto fundamental para o desenvolvimento de qualquer negócio muitas vezes é deixado de lado por tempo indeterminado e muitas das vezes sequer iniciado que é o marketing da sua empresa.

Como seu tempo já está praticamente todo tomado por outros tipos de demandas, é importante concentrar seus esforços de marketing onde eles podem causar o maior impacto consumindo pouco tempo das suas atividades. É possível realizar isso através do espaço digital. Embora a realidade da grande maioria dos pequenos negócios não torne viável competir em todos os aspectos do cenário digital com as empresas que já atuam há algum tempo e portanto, garantiram relevância para determinada audiência online, as pequenas empresas (profissionais autônomos e prestadores de serviços também fazem parte) podem se beneficiar do mundo online com estratégias e metodologias focando em algumas áreas-chave em que possam obter uma vantagem sobre seus concorrentes maiores ou competir de forma igual. Sim, a vantagem da internet é que ela torna isso possível. Empresas pequenas competindo em igualdade com empresas grandes.

Na experiência que adquirimos ao longo dos anos trabalhando com clientes nacionais e internacionais de pequeno e médio porte como agência de web design e marketing digital, essas são as áreas mais importantes que os proprietários de pequenas empresas devem priorizar.

 

Estratégia para celular

 

Se sua estratégia de marketing digital não for otimizada para plataformas móveis, você provavelmente estará perdendo a chance de falar com uma grande massa de público/clientes.

Em pesquisa divulgado pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em abril de 2018, foi constatado que 70,5% dos lares brasileiros passaram a contar com acesso à internet em 2017, isso significa 49,2 milhões de domicílios conectados no ano passado. Esse número representa um crescimento significativo em relação aos 44 milhões (63,6%) registrados em 2016, ainda mais se incluirmos na conta que até 2013 menos da metade das residências tinha algum tipo de acesso à internet no país.

A pesquisa também revelou que esses moradores estão acessando cada vez mais à internet pelo próprio celular, isso porque 92,7% dos lares já contavam com pelo menos uma pessoa dona de uma linha de telefonia móvel.

Para se manter competitivo, sua estratégia deve incluir no mínimo o seguinte:

  • Ter um site responsivo: Em primeiro lugar, o seu site deve ser projetado de forma que seja totalmente funcional em celulares, tablets e computadores convencionais, o que significa que o site deve usar um design responsivo. Como a pesquisa mostra, os celulares estão se tornando o principal meio de acesso para navegação na internet, E isso é no mundo todo! Por isso, é importante que você ofereça uma boa experiência de navegação para seu usuário tanto com usuários móveis quanto de desktop. Ter um site com design responsivo com certeza a melhor forma para atingir esse objetivo!

Se você está pensando em construir um site para seu negócio ou quer replanejar um site que você já tem com os padrões adotados pelo mundo todo e que geram resultados reais, você pode acessar nosso conteúdo exclusivo para Criação de Sites e entender melhor como tudo funciona.

  • Segmentação geográfica: o Facebook oferece a capacidade de veicular anúncios para celulares e computadores que podem ser direcionados por região geográfica para seus clientes. A melhor parte deste serviço é que a entrega de anúncios é baseada em sua localização, ou seja, você pode criar através do Facebook anúncios somente para a cidade de São Paulo, e ainda, se você for um comércio local como uma loja física, padaria, clínica, restaurante, etc., você pode apontar seu anúncio para atingir somente pessoas que estão próximas ao bairro/rua de seu estabelecimento. Como os consumidores estão utilizando consistentemente os celulares para localizar serviços e empresas próximas, isso oferece uma maneira exclusiva de alcançar clientes em potencial em áreas geográficas específicas que, de outra forma, talvez não tivessem encontrado o caminho para seu site ou seu endereço.

Para começar a criar seus anúncios de uma forma que realmente geram resultados ou para ter o apoio fixo em seu comércio nessa atividade, você pode acessar nosso conteúdo de Campanhas de Anúncios Patrocinados e saber tudo o que precisa para começar agora mesmo!

 

 

Otimização de mecanismos de pesquisa (SEO)

 

A boa classificação nos mecanismos de pesquisa exige a implementação de excelentes informações de publicações estratégicas e de marketing conhecidas como SEO – Search Engine Optimization. Isso para potencializar e melhorar o posicionamento de seu site nas páginas de buscas da internet como o Google, Bing e Yahoo, de forma natural (orgânica = não paga) nos gerando conversões para determinados objetivos dentro do seu site, sejam elas, a aquisição de novos leads (clientes em potencial), uma compra, um envio de formulário, agendamento de consultas e outras infinitas possibilidades de negócio.

Muitos usuários visualizam apenas a primeira página dos resultados do mecanismo de pesquisa ao buscar algo ou olham para o que está em destaque nos resultados da Pesquisa do Google. Aqueles que se classificam perto do topo das páginas dos resultados de buscas na internet não tem com o que se preocupar, mas aqueles listados nas páginas abaixo geralmente veem uma queda acentuada nas visitas ao seu site.

O Google concentra seu foco na qualidade do conteúdo que será entregue para quem estiver pesquisando – seu cliente. Nesse caso, não somente Google, mas todos os mecanismos de busca de internet consideram como este conteúdo está escrito e sendo disponibilizado, a começar pelo fato de ser ou não acessível por celular e outras centenas de técnicas que envolvem a criação de bons conteúdos para esse padrão adotado. Os buscadores também entendem quem são os usuários de celulares e assim, entregam o conteúdo de uma forma otimizada para que seja lida da melhor maneira através dos dispositivos móveis.

As pequenas empresas podem se beneficiar disso também concentrando seus esforços no trabalho de otimização de sites - SEO para obter vantagem através do mundo online. Para saber mais sobre esse assunto, veja esse conteúdo exclusivo sobre SEO – Otimização de Sites.

 

 

Conteúdo de Vídeo

 

Você sabia que a quantidade média de conteúdo de vídeo assistido no YouTube globalmente é de 3,25 bilhões de horas por mês? Essa é uma quantidade incrível de vídeos e deve fornecer algumas dicas sobre por que esse formato de conteúdo deve ser uma prioridade para sua empresa. A criação de conteúdo de vídeo envolvente para plataformas como YouTube, Facebook e Instagram pode ajudar você a alcançar clientes com eficiência e, ao mesmo tempo, criar reconhecimento da marca.

Ao criar vídeos, é importante considerar como e onde você os publicará. Por exemplo, até recentemente, era amplamente aceito que os vídeos deveriam ser filmados horizontalmente. No entanto, com a crescente popularidade do recurso de “Stories” em plataformas como Facebook, Instagram, WhatsApp e agora IGTV, os vídeos feitos na vertical tornaram-se a norma para se adequar a esses formatos.

Veja esse passo a passo com 7 DICAS PARA CRIAR ROTEIRO NA INTERNET.

 

 

Marketing de Influenciadores

 

O marketing de influenciadores está em ascensão em 2018. Quando feito corretamente, pode impactar positivamente a percepção do público sobre seu negócio produto ou serviço, inspirar a lealdade à sua marca, promover conversas orgânicas nas mídias sociais e impulsionar suas vendas!

O conteúdo é rei quando se trata de uma campanha de marketing de sucesso. Aspectos para identificar e criar antes de lançar uma nova campanha incluem o seguinte:

  • Insights da plataforma: será que meu conteúdo está no lugar certo? Um equívoco comum é que você precisa estar em todos os lugares, quando a verdade é que você simplesmente precisa estar nos lugares onde seus clientes estão. Se o seu conteúdo tiver um desempenho ruim em determinadas plataformas, você deverá reavaliar se deve ou não concentrar seus esforços nessa plataforma. Para saber essas informações, ACOMPANHE e ESCREVA sempre dados a respeito do seu tráfego nas redes sociais e site, comportamentos do seu público, horários de acessos a seus conteúdos e tipos de conteúdo com maior engajamento. Analise simplesmente TUDO! Assim, você provavelmente sairá do “achismo” e irá para o que de fato é a realidade para você. Procurar ajuda profissional para insights e análises do seu público e conteúdo é sempre uma opção rápida e confiável. Acredite, sai muito caro as horas que você perde criando conteúdos e em plataformas que não trazem resultados para seu negócio e não te direcionam para lugar algum. Por isso, fale com um especialista.
  • Tendências sociais e de pesquisa: na vida, o tempo é tudo, e esse conceito também se traduz no seu conteúdo. Mesmo o melhor conteúdo, quando publicado em momentos errados, tem a provável chance de que se perca do público que você deseja atingir, e é por isso que você deve estar sempre se atualizando sobre as tendências sociais e de pesquisas para publicar o conteúdo que as pessoas estão procurando. Não perca o foco!
  • Calendário de Conteúdo: Um erro comercial comum quando se trata de conteúdo é criar e postar na hora sem qualquer tipo de plano. Esse estilo de erro ou acerto produzirá inevitavelmente resultados inesperados, enquanto um calendário de conteúdo cuidadosamente criado produz consistência e tem uma lógica por estar ligado a metas e objetivos previamente estabelecidos. Um calendário fornece uma visualização da sua próxima estratégia de conteúdo e ajuda a criar um fluxo consistente de conteúdo para construir melhor sua marca em médio e longo prazo.
  • Influenciadores Confiáveis: O marketing de influenciadores tem tudo a ver com autenticidade, o que significa permitir a um influenciador algum nível de liberdade para criar conteúdo genuíno para eles. Nesse sentido, como proprietário de uma empresa, você precisa ter pessoas confiáveis ​​nessa posição que entendam como mesclar suas metas com o que elas produzem. É fundamental permitir-lhes liberdade na criação de conteúdo, para que ele tenha validade e autenticidade enquanto ainda realizam seus objetivos. Isso requer confiança das duas partes.

Um problema comum entre os proprietários de pequenas empresas é a falta de compreensão sobre se seus esforços de marketing são eficazes. Para evitar isso, verifique se você está obtendo insights valiosos medindo as principais métricas com programas como o Google Analytics. Então, aprenda a ajustar seus esforços de modo a ser eficaz ou fale com um especialista para te ajudar. Você pode não ter tempo ou recursos para explorar todas as estratégias de marketing digital, mas, no mínimo, reserve um tempo para colocar seu foco de marketing digital nessas áreas-chave para competir como uma pequena empresa no espaço digital.

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
29 out 2018

Facebook prepara anúncios no WhatsApp

Facebook prepara anúncios no WhatsApp
Compartilhe!

Facebook prepara anúncios no WhatsApp

O aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp carregará anúncios em 2019 assim como o Facebook.

O Facebook busca obter um retorno sobre os bilhões de dólares gastos na aquisição do negócio em 2014. Na época que o Facebook comprou o WhatsApp por US $ 22 bilhões em 2014, prometeu não apresentar anúncios no aplicativo de mensagens por pelo menos cinco anos.

O fundador do WhatsApp Brian Acton, revelou que deixou a empresa em setembro de 2017, disse que o chefe do Facebook, Mark Zuckerberg, planejava monetizar o WhatsApp exibindo anúncios direcionados no recurso de status do aplicativo, função similar ao Stories, que é sucesso desde o lançamento no ano passado pelo Instagram. O mensageiro faz parte do cotidiano de cerca de 120 milhões de usuários no Brasil e 1,5 bilhão no mundo todo. A novidade pode chegar junto com recursos voltados para a comunicação entre empresas e clientes.

"A propaganda direcionada é o que me deixa infeliz", disse Acton à Forbes em sua primeira grande entrevista desde que deixou o WhatsApp.

Ele acrescentou que a aquisição do WhatsApp por 22 bilhões de dólares feita pelo Facebook significa trair seus princípios pessoais em relação à privacidade do usuário e manter o anúncio do aplicativo livre, apesar das garantias de Zuckerberg de que não haveria pressão para monetizar o WhatsApp nos primeiros cinco anos.

Um porta-voz do WhatsApp disse que os anúncios seriam introduzidos na função “Status” em 2019, mas afirmou que as mensagens "permanecerão criptografadas de ponta a ponta". A criptografia de ponta a ponta significa que apenas os usuários envolvidos na conversa terão acesso às mensagens, já que para descriptografá-las é necessário possuir uma chave particular, que somente eles possuirão. Teoricamente, nem o Facebook, nem o WhatsApp e nem o Trump podem ler suas mensagens.

Um porta-voz do Facebook acrescentou: "Graças ao foco incansável da equipe na construção de funcionalidades valiosas, o WhatsApp é agora uma parte importante da vida de mais de um bilhão de pessoas, e estamos empolgados com o que o futuro nos reserva".

 

mark zuckerberg
O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, prometeu fazer da proteção à privacidade sua principal prioridade quando falou durante a cúpula anual da F8 em San Jose no início deste ano. (AFP / Getty Images)

 

Brian Acton – fundador do WhatsApp - já apoiou a campanha Delete Facebook que surgiu após o escândalo Cambridge Analytica, no qual os dados de cerca de 87 milhões de usuários foram coletados para fins de perfil político nas eleições presidenciais de 2016 nos EUA.

Ele também usou uma parte de sua fortuna para apoiar um aplicativo de mensagens rival chamado Signal, que se orgulha de priorizar a privacidade das pessoas sobre os lucros.

O fundador do WhatsApp, Jan Koum, também deixou o aplicativo no início deste ano, em meio a preocupações com privacidade e dados, já tendo exposto seus sentimentos sobre publicidade em um post de 2012.

"Atualmente, as empresas sabem literalmente tudo sobre você, seus amigos, seus interesses e usam tudo para vender anúncios", disse ele.

“Em cada empresa que vende anúncios, uma parte significativa de sua equipe de engenharia passa o dia ajustando a extração de dados, escrevendo códigos melhores para coletar seus dados pessoais ... lembre-se, quando a publicidade está envolvida, você é o alvo.”

Resumindo a ópera, em 2019 provavelmente teremos uma nova realidade para anunciar produtos e serviços também pelo WhatsApp.

 

Você já usa o WhatsApp em suas estratégias de marketing?

Se ainda não, confira aqui 5 estratégias de marketing no WhatsApp e aumente suas vendas!

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
29 out 2018

5 estratégias de marketing de sucesso para usar no WhatsApp em 2018

5 estratégias de marketing de sucesso para usar no WhatsApp em 2018
Compartilhe!

5 estratégias de marketing de sucesso para usar no WhatsApp em 2018

Com o anúncio de que o WhatsApp irá a partir de 2019 liberar a publicidade de anúncios em sua função “Status”, empreendedores e profissionais de marketing já se mobilizam para identificar formas de como alavancar vendas e gerar engajamento através do aplicativo, que inegavelmente é fonte de milhões de usuários no mundo todo, consequentemente, potenciais compradores. Mas até que a função seja liberada, saiba como explorar melhor esse público através do aplicativo.

O aplicativo móvel WhatsApp, criado há apenas 5 anos, já tem cerca de 120 milhões de usuários ativos só no Brasil e 1,5 bilhão no mundo todo e é agora a rede social mais utilizada em muitos mercados, ultrapassando oficialmente o Facebook Messenger. Como um mensageiro de bate-papo privado, o WhatsApp permite que os usuários compartilhem mensagens ilimitadas de texto, vídeo e áudio gratuitamente.

Para os profissionais de marketing e vendedores, o WhatsApp tem sido uma oportunidade difícil de quebrar. Sem uma plataforma de anúncios, sem mídia para comprar e usuários não gostando de receber mensagens invasivas de spam de vendas, você precisa trabalhar muito mais para gerar engajamento do consumidor através dessa rede.

A coisa mais importante sobre o WhatsApp é que você NÃO PODE enviar mensagens para consumidores que você não conhece. Você precisa ser convidado pelos consumidores para se tornarem seus contatos.

Com 70% de engajamento diário, todo vendedor ou profissional de marketing precisa aprender as 5 estratégias de marketing para o WhatsApp que podem ajudar você a aumentar sua base de usuários e consequentemente vender mais.

 

1. Crie uma marca envolvente para o WhatsApp.

O WhatsApp é uma plataforma de mensagens pessoais e íntimas, na qual as pessoas conversam com os membros da família, se conectam com amigos e às vezes flertam também.

Qualquer marca que pretenda ser convidada para a minha lista telefônica do WhatsApp precisa se sentir como um amigo dessas pessoas. Portanto, o primeiro passo é criar uma personalidade ou um personagem atraente da marca que represente sua marca com o número do WhatsApp. As pessoas não gostam de conversar com nomes de empresas impessoais.

Essa pode ser uma pessoa real, por exemplo, a marca uWork tem um número de WhatsApp gerenciado pelos gerentes de atendimento ao cliente que estão sempre disponíveis para interagir com os clientes. Muitas vezes, pessoas de negócios ocupadas acham mais fácil interagir com essa pessoa no WhatsApp, trocando fotos de produtos nos quais estão interessadas, esclarecendo dúvidas sobre os serviços, fazendo perguntas e até negociando novas condições de pagamento e entrega. Assim, você tem a oportunidade de adiantar o processo de uma negociação por estar falando diretamente com seu cliente.

A persona também pode ser um personagem fictício projetado para criar interesse e engajamento. Olha só esse caso da Absolut Vodka, eles queriam engajar jovens consumidores com a marca para sua edição limitada Absolut Unique na Argentina. Então eles decidiram dar uma festa de lançamento exclusiva, mas para entrar você teria primeiro que entrar em contato com o “fictício” porteiro Sven, um cara notoriamente difícil de agradar. O número do WhatsApp foi lançado em todas as mídias e publicidade da Absolut e os usuários começaram a enviar mensagens, músicas e até mesmo propostas indecentes ao Sven para entrar. Uma vez criada a persona, ela pode ser usada repetidas vezes para diferentes eventos para trazer consumidores. Confira o vídeo promocional desta campanha.

 

 

Dica - Certifique-se de que o número e persona do WhatsApp sejam claros em todas as mídias em que sua marca estiver presente - TV, Impressos, E-mail, Internet, Redes Social, Buscadores.

 

2. Ofereça ótimo valor para construir uma lista de contato de telefone dos clientes.

O WhatsApp permanecerá livre de anúncios até 2019, portanto, para criar uma base de usuários, você ainda precisa oferecer algo valioso em troca do número de telefone deles. Quando falamos de valor, não se trata especificamente de preço, mas principalmente, de entregar algo que agregue ou ajude sua audiência em resolver um problema ou sanar uma dúvida. Claro que pode ser também uma promoção, um brinde, um serviço gratuito ou informações valiosas.

Um ótimo exemplo disso é a Deli Police. Percebendo a facilidade e a popularidade do WhatsApp, eles decidiram criar um número anticorrupção do WhatsApp e colocá-lo em todas as suas mensagens tradicionais impressas e externas. Tudo o que os usuários precisavam fazer era enviar imagens ou vídeos de policiais que não cumprissem seus deveres ou aceitarem subornos, isso é muito comum em alguns países. No dia do lançamento, 23.000 mensagens do WhatsApp chegaram, pegando a polícia de surpresa e levando à reserva de 6 policiais sob acusação. Como bônus, a polícia conseguiu um banco de dados de milhares de telefones dos cidadãos de graça.

Outro exemplo vem da marca de maionese da Unilever, a Hellman’s, que queria aumentar o uso de seus produtos em novos pratos no Brasil. Por isso, oferecia aos consumidores uma linha do WhatsApp chamada WhatsCook, onde eles podiam fazer perguntas aos chefs profissionais, obter receitas, compartilhar vídeos de culinária, sempre criando um banco de dados de números móveis. Aqui no Brasil, a campanha foi lançada como #ReceiTweet. Confira no vídeo abaixo:

 

 

Dica: crie uma promoção atraente para que os usuários compartilhem seu número com você. Depois de adicioná-los no WhatsApp, envie-lhes a promoção / oferta que eles podem, então, resgatar e começar o relacionamento com você.

Se você oferece cursos online ou física, deseja promover eventos como palestras e workshops ou vende produtos pela internet, você pode entrar em contato gratuitamente com um especialista em estratégias de marketing da uWork através do WhasApp ou pelos formulários de contato para saber como pode aplicar técnicas de vendas no WhatsApp para seu negócio.

Você pode querer dar uma olhada no curso de publicidade no WhastApp. O WhatsApp Marketing - Express é um curso que te ensina os pilares do uso do WhatsApp para aumentar as vendas da sua empresa. aplicável a qualquer tipo de produto disponível no mercado, seja ele: Produtos digitais, Produtos Físicos, Imóveis, Cursos, Consultorias e Serviços.

 

3. Ofereça sempre gratuito conteúdo que tenha relevância para seu público alvo

 

pessoas conectadas social media

O que você faz depois de começar a criar uma lista telefônica? O WhatsApp tem uma taxa de engajamento de 70%, maior que o Facebook. Isso significa que você precisa oferecer aos usuários um ótimo conteúdo sobre tópicos relevantes para garantir que eles estejam envolvidos com você.

Um grande exemplo disso é o Dr. Amrik Singh, cientista da agricultura na Índia, que criou um grupo chamado Young Progressive Farmers para educar os agricultores sobre métodos modernos de agricultura para o arroz, que usam menos água e obtêm maior rendimento, como as informações abaixo, na remoção de ervas daninhas. Este método permite a um custo muito baixo, uma maneira de alcançar todos os agricultores através de um grupo WhatsApp. Tome cuidado porque o limite de um grupo é de 256 membros e você pode criar até 5 grupos para um número pessoal, assim como os números crescem, é preciso pensar em como administrar um grande banco de dados de usuários do WhatsApp.

A Rádio Interconomia, um canal de rádio e TV de negócios, criou um número de WhatsApp para oferecer aos usuários notícias de negócios gratuitas, entrevistas interessantes e análises de ações dos principais analistas do canal.

 

4. Entregue atendimento rápido ao cliente

 

Atendimento ao cliente

 

O WhatsApp tem uma taxa de abertura de 70%, o que significa que você tem uma exposição quase garantida da sua mensagem se o cliente estiver no WhatsApp com você.

Aproveitando isso, o Banco Santander Bank criou o Open Bank, um serviço de atendimento ao cliente da WhatsApp, onde você pode conversar com o banco, publicar consultas, resolver problemas. Em um teste feito com 17.000 clientes, 99% dos consumidores acharam o serviço muito útil e 98% disseram que continuariam a usá-lo.

A Reliance Brands, que lida com marcas de luxo como Diesel, Kenneth Cole e Zegna, na Índia, ofereceu aos clientes a opção de permanecer engajados com a marca através do WhatsApp. Os consumidores aprenderam sobre promoções, novos lançamentos e informações sobre marcas, como fotos e vídeos. Em alguns casos, a taxa de conversão de consumidores que estavam na lista de WhatsApp das marcas chegava a 80%.

Dica - Certifique-se de ter recursos adequados para lidar com as consultas dos clientes. A pior coisa que você pode fazer é pegar um WhatsApp mas não responder por horas. Garanta que você ou uma outra pessoa, dependendo do tráfego, estarão dedicados ao atendimento e garanta que seu desempenho seja medido de alguma maneira.

 

5. Pesquisa do Consumidor

 

Atendimento ao consumidor

 

Até agora, o WhatsApp não tem sido usado extensivamente para pesquisa, mas oferece uma plataforma fácil de usar, barata e rápida para realizar pesquisas rápidas. Você pode ter um feedback muito mais real dos seus clientes perguntando sobre os serviços ou produtos que você oferece por exemplo. Pergunte sobre os sabores que eles gostam, peça que eles escolham entre as opções que a marca está propondo lançar, entre outras coisas. O WhatsApp também é altamente relevante para conduzir algumas discussões rápidas internamente na sua empresa.

Por exemplo, a Deli Police com seu banco de dados de números agora pode começar a fazer perguntas às pessoas sobre as áreas específicas em Delhi que eles consideram inseguras ou um campus universitário pode realizar uma rápida pesquisa sobre quais novos cursos precisam ser introduzidos. Professores em muitas faculdades já compartilham notas e questionários sobre o WhatsApp e respondem perguntas frequentes.

O custo novamente é mínimo. O tempo é de minutos ao invés de meses. O WhatsApp é imbatível quando você sabe como aproveitá-lo bem.

Basta ter em mente que lançar SPAM para pessoas desconhecidas no WhatsApp é inaceitável, antiético e ineficaz. Em vez disso, use a estrutura de uma persona, uma troca de grande valor, conteúdo e atendimento ao cliente para gerar leads (potencias clientes) e vendas usando o WhatsApp.

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
08 ago 2018

7 dicas para criar roteiro de vídeos na internet

7 dicas para criar roteiro de vídeos na internet
Compartilhe!

 

Não é mais novidade para ninguém que os vídeos são a nova tendência do momento, tanto que há um crescente interesse na criação de roteiro de vídeos para internet.

Se chegou até aqui, você é mais um integrante do grupo que reforça a teoria de que a produção de vídeos é uma excelente estratégia para negócios.

Claro, pesquisas deixam bem claro que essa é uma realidade bem enfática. Só o Youtube reúne dados que impressionam, veja:

  • Só no Youtube, há mais de 1 bilhão de usuários. Isso é o equivalente a 1/3 da população presente na internet.
  • 50% das visualizações geradas em vídeos da plataforma partem de dispositivos móveis.
  • Canais que recebem de faturamento 6 dígitos ou mais anualmente, cresceram em 50% em 12 meses.
  • Há 2 anos, os produtores de conteúdo em vídeo que trabalham através do Youtube Spaces fizeram mais de 10 mil vídeos.
    Esses conteúdos foram responsáveis para geração de mais de 1 bilhão de views, além de 70 milhões de horas de exibição.

 

Se esses dados não lhe deram o panorama sobre o consumo de vídeos que você gostaria, então veja as informações à seguir:

  • A Shutterstock em uma recente pesquisa descobriu que 86% dos usuários do Brasil consumiram, em média, 161 vídeos no começo de 2014, o que dá um pouco mais de 11h por usuário só no primeiro mês do ano.
  • Ultimamente o gasto com vídeo online por ano tem crescido, só em 2013, esse volume já era de 4 bilhões de dólares.
  • A Cysco realizou uma pesquisa no setor também, concluindo que até 2019 o consumo desse tipo de conteúdo chegará à 85% de todo o uso da rede, mundialmente. Isso significaria 1 milhão de minutos de vídeo por segundo.
  • A ComScore tem um estudo que comprova que o brasileiro é o sexto público em maior consumo de vídeos online do planeta. Além disso, esses usuários veem 3h a mais de vídeos online do que internautas de países vizinhos.

 

Incrível, não é?

Sabendo dessa grande expressividade dos vídeos no mundo de negócios digitais, nós, da uWork, resolvemos republicar esse conteúdo original do Mestre do Adwords para te ajudar a criar seu roteiro de vídeos.

Dessa forma, você poderá aproveitar todo o poder que esse formato de conteúdo pode trazer aos resultados dos seus negócios.

Vem com a gente e confira as 7 dicas simples para criar o seu roteiro de vídeos para internet.

 

1 – Estude os temas que vão ser abordados

 

roteiro de videos

 

Antes de criar efetivamente o seu roteiro de vídeos, você precisa estudar os temas que você pretende abordar. Isso porque de nada adianta você fala sobre um assunto que o seu público alvo não se interessa, não é verdade?

Então faça um estudo de público alvo, veja quais são as principais dores, assuntos de interesse, padrão de consumo e comportamento.

Depois disso, faça uma pesquisa de palavras-chave e defina alguns temas relevantes.

Após essa pré-seleção, converse com a sua equipe ou até mesmo com o seu público para saber qual assunto tratar primeiro.

Além disso, pesquise sobre o tema eleito. Reúna o máximo de informações relevantes, curiosidades e dados que deem uma boa base para o seu conteúdo.

2 – Abra o Seu Editor de Texto

roteiro de video

 

Ao contrário do que muita gente pensa, criar um vídeo não é simplesmente falar para a câmera, enquanto grava tudo. É preciso escrever tudo antes, pelo menos, enquanto você ainda não tem uma habilidade grandiosa.

Além disso, escrever faz com que você organize as ideias e entregue um resultado final mais atraente.

Então, depois de definir o tema, chegou a hora de abrir o seu editor de texto e começar a criação do seu roteiro de vídeos para Youtube e a primeira etapa é criar o título.

Lembre-se que além de claro, ele precisa ser muito atraente. Teste algumas versões, sempre utilizando palavras-chave de boa relevância.

3 – Estabelecendo os tópicos do seu roteiro de vídeos para internet

Após criar o seu título poderoso, você precisa começar a construir alguns tópicos dos assuntos que serão abordados ao longo do vídeo.

Depois de estabelecer os tópicos, preencha-os com as principais informações que deverão ser entregues ao seu público. Você sabe que vídeos muito curtos ou muito longos, geralmente, não possuem um grande potencial.

Por isso, o seu roteiro de vídeos para Youtube precisa ter, em média, 400 palavras, organizado em tópicos e descrições resumidas de cada um deles, além do título.

O resultado final será um vídeo que terá, em média, 3 minutos, sendo o mínimo 2 minutos e o máximo 5 minutos.

4 – Organizando o roteiro de vídeos para Youtube

roteiro de video

 

Assim que tudo estiver pronto, chegou o momento de fazer uma revisão e organizar todo o conteúdo que você escreveu.

Então leia-o com cuidado e verifique se precisa acrescentar mais alguma coisa. Outro ponto bem interessante é quanto à ordem dos tópicos.

Veja se o que você escreveu primeiro, realmente, é mais interessante ficar naquela posição e se preciso, reorganize tudo na ordem mais adequada.

Lembre-se, você só tem alguns segundos para convencer o seu expectador à continuar vendo o seu vídeo até o final, então tente organizar o seu conteúdo da seguinte maneira:

  • Promessa

  • Entrega

  • Chamada

Tudo organizado? Então faça uma nova revisão, agora visando otimizar o conteúdo ao máximo, para que ele caiba dentro do tempo ideal.

5 – Simplificando a linguagem

É muito importante que ao transmitir a mensagem por meio do seu vídeo, todos os seus expectadores entendam o que você está entregando. Certo?

Para isso, você precisa simplificar a linguagem, preferencialmente, utilizando a mesma que o seu público usa, pois assim será mais fácil gerar conexões.

Se for necessário, consulte seu estudo de público alvo, vá até as redes sociais e estude as postagens que o seu público alvo faz.

6 – Adaptando o texto do roteiro para o vídeo

É muito óbvio que se você começar a ler tudo que você escreveu, seu vídeo ficará extremamente robótico e ninguém assistirá nem 2 segundos.

Os conteúdos em vídeos são tão consumidos, justamente, por terem um formato mais dinâmico, descontraído e humano.

Então, ninguém gosta de ver um robô em frente às telas. Concorda?

Por isso, adapte seu texto do roteiro para o vídeo, escolhendo palavras mais simples de serem pronunciadas, com o objetivo de ter uma fala mais fluída.

Se você for ler tudo, garanta que isso não seja visível, pois para obter bons resultados, é necessário que você pareça o mais natural possível.

7 – Utilizando o roteiro na gravação do seu vídeo

Como dissemos acima, o roteiro servirá para te dar um norte na gravação do seu vídeo, fazendo com que ao final, você tenha falado tudo que era preciso.

O ideal é que você consiga memorizar o seu roteiro para na hora de gravar o vídeo, a fala seja natural.

Se não conseguir, treine para soar o mais natural possível, mas antes, tente memorizar e fazer alguns improvisos, se necessário.

Claro, não exagere, afinal, se fosse para improvisar o tempo todo, você não precisaria perder tempo escrevendo um roteiro.

Por hoje é só! Agora chegou o momento de você começar a testar as dicas que aprendeu por aqui e implementar em seus negócios.

Esperamos ter lhe ajudado quanto ao assunto proposto. Ficou com alguma dúvida? Então deixe sua pergunta no espaço destinado aos comentários abaixo ou venha conversar com a gente.

Será um prazer por lhe ouvir e ajudar! Ah, não se esqueça de compartilhar essa dica para seus amigos que também se interessam pelo assunto.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê por aí.

Forte Abraço.

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
22 maio 2017

Como convidar toda a sua lista de amigos para curtir sua página no Facebook de uma só vez

Como convidar toda a sua lista de amigos para curtir sua página no Facebook de uma só vez
Compartilhe!

Fazer uma página do Facebook bombar na rede social não é uma tarefa fácil. Uma das melhores maneiras de começar a levantar uma audiência para a fanpage de seu negócio sem patrocinar a página ou postagens, é convidar seus amigos para curtir a página.

Com isso, eles terão a oportunidade de visualizar do que se trata o seu negócio e os que se identificarem permanecerão acompanhando seu conteúdo publicado na fanpage. Isso permitirá com que seu amigos ajudem a divulgar seu conteúdo compartilhando com os amigos deles e assim por diante.

Ok, mas e se você for uma pessoa bem popular e tiver centenas de amigo? Vai dar um bom trabalho chamar um a um para seguir sua fanpage, tendo em vista que não existe uma opção nativa do próprio Facebook que permita convidar todos os seus amigo de uma vez só.

Para facilitar isso, esse passo a passo irá lhe mostrar que há uma maneira bem rápida e simples de convidar toda a sua lista de amigos de uma só vez. Veja como:

 

Mão à obra e faça você mesmo!

1 – No Chrome, baixe e instale a extensão Invite All Friends on Facebook.

 

Fonte: Olhar Digital

 

2 – Depois disso, na sua página, clique em “Convidar amigos para curtir esta Página”.

 

Fonte: Olhar Digital

 

3 – No canto superior da tela, clique no ícone em destaque na imagem abaixo. Agora é só esperar o processo terminar e pronto.

 

Fonte: Olhar Digital

 

Simple certo?

Se você gostou dessa dica, deixe seu comentário ou dúvida logo abaixo! Ah, não se esqueça de se inscrever na newletter da nossa página e nos seguir nas redes sociais. Continue aprendendo mais sobre como alavancar seus negócios na internet de uma maneira bem prática.

Fonte: Olhar Digital

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
18 maio 2017

Como converter meu perfil pessoal do Instagram em um Perfil comercial?

Como converter meu perfil pessoal do Instagram em um Perfil comercial?
Compartilhe!

 

Novo no Instagram? Se você é uma marca, um influenciador digital, profissional autônomo ou um usuário que precisa converter um perfil do Instagram de uma conta pessoal para uma conta comercial, não se preocupe porque este artigo vai te ensinar a fazer isso em alguns minutinhos! É muito fácil.

 

Uma conta comercial me custará dinheiro?

Absolutamente não. O Instagram não cobrará você para converter sua conta pessoal em uma conta comercial. O que ele faz é te estimular a usar diversas vantagens que somente as contas profissionais tem com novas funcionalidades. O que o Instagram faz também é permitir por exemplo, que você pague para anunciar suas postagens no feed e Stories tanto no Instagram como no Facebook.

 

Quais são os outros benefícios de um perfil profissional no Instagram? Não procure mais…

As 3 principais vantagens de uma conta comercial do Instagram:

 

1. Botões para chamadas de ação (CTA - Call to Action)

CTA é um acrônimo para call to action, o que significa a “chamada à uma ação“. Ou seja, são links ou funções de uma página que levam os usuários a realizar ações. Os tipos de CTAs variam e podem ser links de navegação, links para compras, links para contato, etc. Com uma conta do Instagram Business (perfil profissional), você tem acesso a novos botões de ação no seu perfil do tipo. Você pode adicionar informações de contato para os clientes para que eles possam ligar, enviar e-mail ou encontrar rotas para sua empresa. Eles poderão fazer isso diretamente do aplicativo, o que elimina a necessidade de pesquisar em seu site por informações de contato.

O Instagram faz isso para tornar as coisas mais fáceis e para manter sua audiência no aplicativo. Eles não querem que ninguém saia do aplicativo! O que é muito bom e o Instagram consegue fazer isso com poucos aplicativos. Não à toa é uma dois aplicativos mais queridos nas redes sociais.

 

2. Análise da sua conta

O Instagram também permite que você descubra alguns dados importantes de quem está visualizando seu perfil. E por que o Instagram Analytics é tão incrível? Bem, através de análises você pode ver:

  • O seu total de seguidores + quantos seguidores você ganhou nos últimos 7 dias;
  • Quem está visualizando suas postagens;
  • A quantidade total de postagens e quantas postagens você fez nos últimos sete dias;
  • Quantas impressões, alcance, visualizações de perfil e cliques no link para seu site que você recebeu nos últimos sete dias + em quantos dias você teve essas impressões;
  • Qual porcentagem de seus seguidores é masculina ou feminina;
  • Qual é a faixa etária de seus seguidores;
  • As 5 principais cidades e países que visitam seu perfil;
  • Que dias e a que horas seus seguidores estão se envolvendo com você;
  • Quem está vendo suas histórias;
  • Quem está visualizando suas promoções.

Esses dados são muito importantes, pois ajudam a determinar os dados demográficos que são atraídos para sua página do Instagram e se eles correspondem ao seu público-alvo. Esses dados são fundamentais para você traçar novas estratégias de publicações para conseguir mais seguidores no Instagram e ter mais engajamento com suas postagens (curtidas, comentários e compartilhamentos).

Também ajuda a verificar novamente se você está postando o suficiente ou nos horários certos. Todos esses dados são agregados em um só lugar, com dados promocionais e sucesso de campanha descritos também.

Está tudo lá.

 

3. Anúncios do Instagram

Crie promoções com o Instagram Ads que irão atingir os usuários dentro da plataforma. Então, essas promoções te ajudarão a alcançar marcas ou pessoas que tem os mesmos interesses no seu negócio, no momento certo. Os anúncios podem ser executados simultaneamente no Facebook, dando a você um bônus extra. Isso é possível, já que cada conta do Instagram também está conectada ao Facebook.

O Instagram também pode criar audiências para você, ou você pode escolher exatamente quem você quer que seu alvo seja. Crie uma variedade de anúncios, assim como o Facebook, e faça com que sua marca seja notada imediatamente!

Tipos de anúncios: 

  • Fotos;
  • Vídeos;
  • Carrossel - que é uma série de fotos e / ou vídeos;
  • Stories.

 

Como faço para mudar minha conta pessoal para uma conta comercial?

Vá para o seu perfil e toque em detalhes do instagram

Toque em configurações do instagram Configurações

Toque em Mudar para Perfil Comercial e selecione a Página do Facebook que você gostaria de associar ao seu perfil comercial no Instagram (opcional). Se você quiser conectar sua conta a uma Página atual do Facebook, isso é possível, mas não obrigatório. Se planeja usar aplicativos de terceiros com seu perfil comercial do Instagram, você precisará conectá-lo a uma Página do Facebook. No momento, somente uma Página do Facebook pode ser conectada a seu perfil comercial.

Certifique-se de que seu perfil esteja definido como Público. Nota: as contas privadas não podem mudar para Perfil Comercial.

Então, o passo a passo fica assim:

Para usar a conta empresa, basta ter a conta da página da empresa no Facebook vinculada com a conta do Instagram.

Veja passo a passo como fazer essa mudança:

  • 1. Abra o Instagram e acesse sua conta. Na tela inicial do App toque na guia “Perfil”
  • 2. Em perfil, clique na engrenagem para acessar as opções da conta. Em seguida toque em “Mudar para o perfil comercial”

  • 3. Será exibida a tela “Instagram para Empresas”. Nela clique no botão “Entrar com o Facebook” para vincular sua conta do Instagram com a rede social. Na tela seguinte confirme as opções do Facebook tocando no botão “OK”

  • 4. Na tela “Conecte sua Página do Facebook” você verá todas as páginas do Facebook das quais você é administrador no momento. Selecione a página da qual você gostaria de associar o seu perfil comercial do Instagram e clique em “Avançar”

  • 5. Em “Configure seu Perfil Comercial” informe ou remova as informações que devem ser exibidas e clique em “Concluir”

Concluindo, na página Configurar seu perfil comercial, adicione detalhes como a categoria de seu perfil ou empresa e informações de contato. Faça as alterações e toque em Concluído.

Como vincular sua conta do Instagram com sua fanpage no Facebook ou outras redes sociais

Para vincular as contas do Instagram e do Facebook e compartilhar publicações diretamente do Instagram para o Facebook:

  1. Vá para o seu perfil e toque em detalhes do instagram
  2. Toque em configurações do instagram Configurações

  3. Clique em Conta e depois em Contas vinculadas

  4. Clique em Facebook e insira as informações de login.

Pronto! Agora você tem um perfil comercial no Instagram! Dependendo da frequência com que você publica, comenta, curte e se envolve com seu público, você pode ver esses dados analíticos já nos próximos dias.

Precisa de mais ajuda ou deseja mais informações de estratégias que funcionam de verdade para o Instagram? Adicione um comentário abaixo ou em contato conosco. Um especialista em redes sociais irá falar diretamente com você gratuitamente para te ajudar a ter novas ideias para que você tenha um perfil arrasador no Instagram.

Ah! Se você acha que este post te ajudou, comente aí também e compartilhe com pessoas que você acha que pode ser útil!

 

Compartilhe!