18 maio 2017

Mais de um milhão de empresas anunciam no Instagram por mês.

Mais de um milhão de empresas anunciam no Instagram por mês.
Compartilhe!

País tem a segunda maior comunidade da rede social Instagram no mundo

O Instagram divulgou no primeiro trimestre de 2017 que conta com um milhão de anunciantes ativos por mês na plataforma. Em nota divulgada, a rede social afirmou que grande parte desses patrocinadores são pequenas e médias empresas. O fenômeno não é exclusivo do Brasil. São mais de 8 milhões de empreendedores utilizando o perfil comercial do Instagram ao redor do mundo.

No país, a segunda maior comunidade da rede social no mundo, o recurso segue crescendo. A empresa anunciou o lançamento dos mecanismos para empreendedores em agosto do ano passado. Em setembro, já contava com 500 mil anunciantes ativos. Seis meses depois, o número dobrou, atingindo 1 milhão de usuários que usam o perfil comercial na plataforma.

O movimento ilustra como o empreendedor brasileiro está atento às mudanças no mercado de marketing digital. Com as novas funcionalidades, os donos de negócio conseguem entender melhor o comportamento dos consumidores na plataforma, além de adquirir novos clientes.

Os perfis para negócios trazem informações como telefone, endereço e descrições da empresa, possibilitando que usuários entrem em contato com o negócio por meio da plataforma. Além disso, a categoria business permite que o dono de negócio tenha acesos às métricas do Instagram.

Dessa forma, é possível identificar seguidores e preferências, a partir de dados como alcance, cliques no site e atividades dos seguidores. Para transformar um perfil comum em comercial, basta acessar este link.



Fonte: PEGN

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
18 maio 2017

O que é Inbound Marketing e como funciona?

O que é Inbound Marketing e como funciona?
Compartilhe!

O Inbound marketing,

em uma tradução literal para o português poderia ser chamado de ‘marketing de entrada’, mas também tem sido conhecido por alguns como ‘marketing de atração’ ou o ‘novo marketing’.

Dentre esses, o melhor título para nomeá-lo é o de novo marketing, já que o Inbound é uma estratégia inovadora que rompe com os antigos conceitos de marketing e traz uma nova visão de trabalho, que se baseia em ganhar o interesse das pessoas e fazer com que seus potenciais clientes te encontrem e te procurem.

O velho marketing, chamado de Outbound marketing, é aquela tática que conhecemos que busca oferecer os seus produtos ou serviços para o público em geral. O Inbound faz exatamente o contrário, seu objetivo é atrair os potenciais clientes até a empresa, fazer com que eles te encontrem, se comunicar com eles, entender suas necessidades, ajudá-los e por fim, encantá-los.

Além disso, o Inbound Marketing busca atrair e conquistar o público alvo e os leads qualificados, ou seja, aqueles que realmente tenham interesse nos serviços que a sua empresa oferece. Ele não realiza ações para o público em geral, como o velho marketing fazia, ele foca seus esforços em atrair as pessoas certas.

Como funciona o Inbound marketing?

Veja abaixo um materia explicativo da Hubspot



O Inbound marketing possui como um de seus pilares o marketing de conteúdo, se concentrando na criação e compartilhamento de conteúdo de qualidade para trazer as pessoas certas para a sua empresa. Para isso, é preciso alinhar o conteúdo com os interesses do seu público-alvo, assim você atrai o tráfego de entrada e então, pode converter em leads, fechar negócios e conquistar a fidelidade do cliente.

Em outras palavras, o Inbound marketing é a melhor maneira de transformar estranhos em clientes e promover um negócio. Pois, a sua metodologia é adaptada a atual situação de mercado e aos atuais hábitos de compra dos consumidores.

A metodologia do Inbound marketing

picture

A estratégia de Inbound Marketing combina a criação de conteúdo com automação de marketing e possui uma metodologia baseada em quatro ações:

  • Atrair o tráfego de visitantes;
  • Converter visitantes em leads;
  • Fechar leads em clientes;
  • Encantar os clientes para que se tornem promotores da sua marca.

Todas essas etapas são feitas por meio de ações e técnicas integradas (SEO, blog, mídias sociais, e-mail marketing, landing pages, etc), que são monitoradas por uma ferramenta, assim é possível mensurar e analisar os resultados, para que as táticas sejam aprimoradas continuamente.

Ao publicar o conteúdo certo no lugar certo, o marketing torna-se relevante e útil para seus clientes e não interruptivo. Assim, ele ganha a atenção dos potenciais clientes e conduz os consumidores para o seu site, através da geração de um conteúdo que o seu público-alvo considera relevante.

Dessa forma, o Inbound marketing ajuda a consolidar uma marca e capturar mais leads qualificados, além de colaborar para a conversão desses leads, aumentando o número de clientes e mensurando os resultados.

É uma estratégia complexa, focada no público-alvo (persona), planejada e que reúne as melhores ações de marketing para atrair o público certo para a sua empresa e fazer esses leads passarem por todas as etapas do funil de venda até estarem prontos para se tornarem um cliente, e depois, clientes satisfeitos e fidelizados.



Fonte:
Hubspot

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
18 maio 2017

Como usar o Inbound Marketing a seu favor?

Como usar o Inbound Marketing a seu favor?
Compartilhe!


O Inbound Marketing é uma forma de marketing que se encaixa perfeitamente nos desejos e necessidades do cliente. Encontrar uma definição para esse termo é bem difícil, pois o conceito é amplo e característico. Basicamente, podemos afirmar que é uma maneira de ganhar o interesse de um público específico através de uma ideia de desenvolvimento e compartilhamento de conteúdo, visando estabelecer uma conexão com as pessoas de forma direta criando um relacionamento duradouro.

O Inbound Marketing atrai o público, ao invés de interrompê-lo. Você já acessou o YouTube? Então certamente já se deparou com o marketing forçado, quando foi obrigado a ver uma propaganda de alguma marca antes de visualizar o vídeo. O “novo marketing” se inclina para a melhoria de seu negócio, e não simplesmente para a captação direta de clientes, como por exemplo, disponibilizar ao leitor um assunto de seu interesse e no fim do material adicionar um botão de contato. Caso tenha interesse em conhecer mais sobre a sua empresa, ele contata sua empresa de forma espontânea. Assim, os clientes acabam sendo atraídos pelo que a marca desenvolve e divulga. Acompanhe a seguir.

A história por trás do “novo marketing”

O termo Inbound Marketing foi usado primeiramente por Brian Halligan, co-fundador da empresa Hubspot. Seus princípios se desenvolveram há décadas e tem sua fundação baseada no conceito de Seth Godin, o Marketing de Permissão, o qual publicou o livro “Permission Marketing” em 1999, contendo os princípios utilizados no Inbound Marketing. Antes, o consumidor que não tinha acesso à internet não podia controlar as informações que recebia, um tipo de publicidade que interrompe o processo de comunicação.

Hoje, o usuário pode ter total controle sobre o que pretende ler ou assistir, entre milhões de sites na internet e fanpages de redes sociais. Quando ele recebe algo de forma agressiva, se dispõe a afrentá-lo, até mesmo as grandes marcas. Se o consumidor agora tem o poder de descartar sua campanha, nada melhor do que conquistá-lo oferecendo algo que ele queira receber. Portanto, o Inbound funciona como um “imã”, que atrai o seu cliente através do conteúdo de qualidade.

Formas de atrair um público específico

Ao contrário do “velho marketing”, que utiliza qualquer tática para “empurrar” produtos ou serviços para o cliente, o “novo marketing” adota táticas para ganhar o interesse das pessoas. O foco principal é produzir e compartilhar conteúdo atraente utilizando formatos como:

Os benefícios para a sua empresa Leads qualificados

Criando conteúdo útil para o público certo, a sua empresa consegue criar uma aproximação maior com o leitor. Ele estará consumindo, com frequência, conteúdos interessantes e se educa mais sobre o assunto. Assim, você não só vira autoridade no assunto por fornecer as informações, mas também educa o cliente para que ele se torne um lead qualificado para a equipe comercial.

Mensuração

No Outbound Marketing, o retorno é uma incerteza. Imagine um outdoor: quantas pessoas que viram aquela peça entraram em contato com a empresa? Com esse marketing, é possível mensurar o quanto aumentaram as vendas no período da campanha, mas não é mensurável a porcentagem de pessoas que foram convertidas em clientes. Já no Inbound Marketing, os resultados são mais palpáveis. Com o auxílio de ferramentas torna-se fácil analisar o número de visitantes do site, leads, acessos nos blog posts, número de cliques nas landing pages, conversões e diversas outras métricas.

Custo

Ele custa 62% mais barato que o Outbound e produz uma média de ROI (Retorno sobre o Investimento) de 275%. Diante da economia atual, a nova estratégia é imprescindível para as empresas, segundo 92% dos profissionais de marketing americanos.

As etapas do Inbound Marketing

A estratégia de Inbound Marketing pode ser dividida em 4 etapas:

  • 1. Atrair tráfego;
  • 2. Converter os visitantes em leads;
  • 3. Transformar leads em vendas;
  • 5. Encantar seus clientes fidelizando e fanzendo com que divulguem seu produto.

Quando produzimos e divulgamos o conteúdo correto, as pessoas absorvem melhor as informações e ficam mais propensas a interagir. Mas para isso acontecer, é necessário produzir um conteúdo de qualidade para o público-alvo. Fazer uma pesquisa é muito importante para definir as personas e o público que comprará seu produto, além do tipo de conteúdo que ele absorverá melhor. É importante lembrar que a comunicação com os leads podem surgir através de diversos canais, como redes sociais e motores de busca. Procure saber se seus clientes passam mais tempo no Twitter ou Facebook, ou fazem mais pesquisas no Google.

Marketing de Conteúdo x Inbound Marketing

O que seria do Marketing de Conteúdo sem o Inbound Marketing? Ou vice-versa? Embora tenham conceitos diferentes, um não funciona sem o outro. Resumidamente, o Marketing de Conteúdo é uma estratégia diretamente ligada ao Inbound Marketing, onde as estratégias do Marketing Digital, incluindo principalmente o conteúdo, são unidas para formarem uma ótima campanha. As duas estratégias formam uma importante parceria para quem quer alavancar os resultados das campanhas de Marketing Digital.

Sua empresa já adotou o Inbound Marketing? Quais benefícios você já obteve ao utilizar essa nova estratégia de marketing? Conte para nós nos comentários ou entre em contato conosco!



Fonte:
http://contentools.com.br/

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!
17 maio 2017

As 4 etapas infalíveis do Inbound Marketing

As 4 etapas infalíveis do Inbound Marketing
Compartilhe!

Conheça a metologia de Inbound Marketing da uWork

A metodologia do Inbound Marketing segue umas sequência lógica de etapas. Toda estratégia de sucesso deve passar pelas seguintes fases: Atrair, Conectar, Engajar, e Encantar

picture

A metodologia que usamos para realizar o trabalho expressa na imagem acima é desenvolvida através de quatro ações:

1 – Atrair

Gerar tráfego qualificado é a primeira ação a ser realizada para o sucesso do trabalho. O foco é atrair as pessoas certas, as que nós julgamos ser o público mais qualificado para se tornar um lead – e, posteriormente, um cliente feliz. Para atrair o público certo criamos primeiramente um estudo com as personas que são seus possíveis prospects e utilizamos os meios necessários para conquistar a atenção delas.

Alguns dos meios que utilizamos:

Blog: Todo trabalho de Inbound Marketing começa com um blog produzindo conteúdo de qualidade. Não há outro meio mais correto para atrair visitantes do que um bom blog. O conteúdo trabalhado no blog deve ser baseado nas personas previamente criadas, educando elas, tirando suas dúvidas e conquistando o seu respeito e admiração.

Social Media: O Brasil é um dos países onde o internauta mais passa tempo em redes sociais. O Facebook é a principal rede social da atualidade, mas isso não quer dizer que ela sempre será a melhor para seu público. É preciso entender onde seu público está e interagir com eles através do tipo certo de conteúdo para cada rede.

SEO/Palavras-chave: O trabalho de SEO é essencial para qualquer estratégia de Inbound Marketing. O processo de pesquisa por um produto ou serviço é comum entre a maioria dos usuários na internet atualmente. Não estar posicionado nos buscadores para as palavras que seus prospects pesquisam significa perder leads diariamente.

2 – Conectar

Sua empresa pode já ter um tráfego bom mas ainda assim não gerar muitos leads, e isso ocorre com muitas empresas atualmente. Precisamos, agora, converter esses visitantes em leads, adquirindo suas informações. É necessário ter ao menos o email do lead para iniciar o processo de conversão. Para conseguir essa informação é necessário oferecer algo em troca, como um e-book, um whitepaper, uma consultoria grátis e etc.

É necessário então desenvolver algumas estratégias para qualificar esse público e conduzir os visitantes a leads.

Call to Action: trata-se de botões ou links que conduzem os visitantes a ações, como o fazer um download de um ebook em uma Landing Page. Se você não providencia essas chamadas para ação ou se suas chamadas não são suficientemente atraentes, a geração de clientes não acontece.

Landing Pages: essa página é parte essencial do ciclo de compra. Ela precisa ter o conteúdo certo e conseguir passar as informações necessárias para que os estranhos avancem em seu ciclo de compra. Quando o visitante do site clica em algum Call-to-Action, é enviado para uma página de destino. Essas são as Landing Pages, o local onde a oferta anunciada se torna real.

Formulários: para que os visitantes se tornem clientes em potenciais eles precisam preencher um formulário e ceder as informações necessárias. Seja o mais simples possível, não faça muitas perguntas, solicitando apenas o essencial, para que o visitante não desista de preencher as informações e tenha um contato mais pessoal.

Contatos: após receber as informações dos visitantes, você precisa convertê-las em um banco de dados organizado. As listas são determinantes para a continuação do processo de comunicação e para a venda propriamente dita.

3- Engajar

Agora que você já chamou os visitantes para o blog e converteu-os corretamente em leads, precisa transformá-los em clientes, de fato. Mas como fazer isso de forma efetiva? Engajando e criando um relacionamento mais assertivo.

Confira as ferramentas usadas nessa fase:

E-mail: você sabe o que fazer com o lead que ainda não converteu? A ideia é alimentar a comunicação com ma série de e-mails com conteúdo útil e relevante. Construindo assim, a confiança da empresa com ele. Até que ele fique convicto que pode comprar com você.

Automação de Marketing: esta fase envolve a criação de emails para cada necessidade específica do lead, ou seja, se um visitante baixou um ebook sobre um determinado tema, você pode enviar uma série de e-mails relacionados ao que foi tratado no formato. Mas se por acaso ele conheceu seu trabalho no Facebook e visitou algumas páginas do seu site, você pode mudar a abordagem para tratar interesses diferentes, conduzindo-o a compra. Sempre trabalhe a automação pensando em cada etapa do funil em que o lead se encontra.

4 – Encantar

Não é nenhuma novidade que encantar o cliente é crucial para fidelização. É nessa etapa que você ganha o cliente! Mesmo que ele já tenha adquirido seu produto, não caia na besteira de abandoná-lo e perdê-lo para o concorrente.

Empresas relevantes, como a Target Mais, continuam se envolvendo, encantando e transformando sua lista de clientes em fãs e divulgadores de seu negócio.

As ferramentas usadas para encantar e fidelizar clientes incluem:

Personalização do seu site: você pode alterar a usabilidade do seu site de acordo com o ciclo de vida do cliente.

Mídias Sociais: o uso das plataformas de mídias sociais trás diversas oportunidades de atender ao cliente em tempo real. Dê atenção a esses canais em sua ação de Inbound Marketing.

Email Marketing e Automação: direcionar conteúdo de alta qualidade para os clientes fiéis irá ajudá-lo a alcançar grandes resultados. Seja na introdução de novos produtos e recursos que de interesse deles, ou até mesmo na venda de outros produtos ainda não adquiridos.

Conclusão:

Seguindo esse passo a passo qualquer empresa poderá ter sucesso nos seus negócios, desde que tenha a organização e orientação correta de Inbond Marketing.

Antes de sair faça uma análise completa de Marketing Digital e veja se a sua empresa está pronta para o Inbound Marketing.

Se você acha que este post te ajudou, deixe um comentário para nós e compartilhe com pessoas que você acha que pode ajudar também!

 

Compartilhe!